Colégio Web

Síndrome da abstinência

01Em alguns dicionários, a palavra abstinência vai significar a ação de abster, de estar privado de algo. Essa ação de manter-se privado de consumir ou usufruir de determinado elemento geralmente está associado à alimentação, consumo de drogas das mais diversas.

Publicidade

De forma geral, o que mais observamos é a Síndrome de Abstinência de drogas. Em indivíduos que estejam passando por tal processo, percebe-se que há uma renúncia ao uso das substâncias viciantes, que podem ser desde alguma quantidade de maconha ou mesmo elementos químicos mais gravemente classificados pelas equipes de saúde.

O grande incômodo está no fato da renúncia ao uso de qualquer vício ou necessidade vir acompanhada de alguns sintomas bem graves. Quando alguém começa um tratamento, por exemplo, ou entra em um processo de reabilitação química de uma substância viciante o organismo começa a dar sinais de perturbação. E não pode ser diferente, justamente por tratar-se de um corpo ainda dependente.

Os transtornos podem ser desde alterações no comportamento ou mesmo várias sensações no campo físico. A esses sintomas é que chamamos de Síndrome da Abstinência.

Principais sintomas da abstinência

2Quando alguém está passando por um processo de abstinência em função do uso do álcool, cigarro, heroína, crack, cocaína ou maconha, há sintomas de ordem mental, física e muitas sensações de mal estar. O grau em que esses sintomas aparecem também podem ser variados e vai depender do nível do vício.

Por exemplo, o sintoma pode ser mais intenso à medida que os processos de abstinência ficarem mais longos. Há diversos relatos de convulsão, surtos de hiperatividade, sensação de tremor, muita alucinação visual, tátil e auditiva, insônia e descontroles no aspecto de ansiedade e psicomotricidade.

As síndromes podem surgir em duas modalidades diferentes. Confira abaixo.

SAA – Síndrome de Abstinência Aguda: neste caso, pode acontecer da ausência dos componentes viciantes ter completado um período de 3 a 10 dias desde a última vez que a substância foi utilizada.

SAD – Síndrome de Abstinência Demorada: em uma situação de SAD, o organismo terá sintomas diferenciados que podem ser observados em intervalos de meses ou até anos depois do último uso. Neste caso, há relatos de confusão mental, coordenação motora com dissonâncias, reações estranhas à memória e aspectos emocionais exagerados. Em alguns momentos, muita apatia, em outros alterações no sono. Para os especialistas, a SAD é ainda mais grave e causa mais preocupação ao indivíduo justamente porque ela acaba levando o abstêmio a desenvolver danos cerebrais ou mesmo passar por processos de recaídas.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados