Colégio Web

Modalidades redacionais

1Todos os textos que escrevemos podem ser considerados redações. Um bilhete, carta, telegrama, e-mail. Mesmo uma questão discursiva, conto, romance, crônica. Todos estarão marcados por modalidades redacionais, compostos por traços de redações. Sejam redações em formato de injunção, exposição, dissertação, narração ou descrição.

Publicidade

De modo geral, a modalidade de redação aparece combinada. Independente do tipo de composição, criar um texto é lidar com conteúdos: assuntos, mensagens, níveis de ideias. Além disso, uma estrutura que vai levar em conta a organização das ideias, a construção da introdução, desenvolvimentos e conclusões. A linguagem também precisa ficar clara: escolha de vocabulários e expressividade. E, claro, os alertas gramaticais.

Narração: marcada pelo fato tempo. Descrição? Especialmente pelo conceito de espaço. Já a dissertação, pelo uso da razão. As exposições são marcadas pelos conceitos de organização. As injunções, por ações. Um bom redator vai trabalhar com um conjunto de fatos. Vai descrever com boas características. Já aquele que descreve, precisará saber fazer uso dos juízos. Expor e instruir comandos são traços daquele que aposta na exposição e injunção.

O narrador contará fatos que ocorrem no tempo. Para tal fim, recorda-se, imagina ou vê. As tramas narrativas vão apreendendo as dinâmicas no tempo. Há verbos de noção, ações, fenômenos e movimentos. A narração tem mais de um elemento, personagens e afins.

2E quem descreve? Aquele que descreve precisa sentir, ver e perceber para que todos os tempos sejam captados. A descrição é marcada pelo verbo relacional de estado. Há qualidades e condições no jogo das palavras. É preciso perceber formas, linhas, volumes, cores, tamanhos, cheiros, gostos… O sentimento e a sensação também são traços da descrição.

Dissertar é expor juízos. É estruturá-los de forma racional. O texto dissertativo pode vir com um verbo de relação ou noção. Tudo aquilo que é passível de discussão pode ser dissertado. O ato de argumentar vem junto com alguns desafios para convencer as pessoas de determinado fato. Assim é se que validam teses e pontos de vista.

Exposição e injunção

Os expositores são muito aptos em organizar e apresentar dados de forma bem precisa, o que consolida a existência das informações. Coerência e clareza são boas marcas da exposição que fica mais ligada ao assunto geral, à questão social ou política. É um tipo de texto ideal para quem deseja se manter informado. A injunção consiste em ordenar e executar bem as informações. Quem escreve uma injunção tem que ter em mente que pessoas serão orientadas a partir de sus textos. É uma forma de atingir resultados. É quase uma receita e manual de instruções.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados