Colégio Web

Parágrafo

Publicidade

Os períodos se organizam em parágrafos. Mas, diferente do período, o parágrafo não é uma organização essencialmente sintática. Ele tem uma função estética e também estrutural.

O parágrafo é identificado no texto pelo seu inicio afastado da margem do papel, o que facilita tanto ao escritor como ao leitor, percebê-lo de forma isolada para que de modo analítico, capte as idéias principais do texto e posteriormente, sintetizá-las compreendendo então o texto num todo. 

Ele avisa o leitor de que está começando outro bloco de idéias, relacionado com o anterior e o posterior, se houver.
O parágrafo é recurso visual, pois o nosso pensamento não é organizado na forma de parágrafos. Mas na hora de redigir, precisamos organizá-lo numa linguagem comum a nós e a nosso leitor. 

Parágrafo Narrativo 
O parágrafo narrativo deve transmitir fielmente a intenção da narração. Ele tem como matéria o fato, ou seja, qualquer acontecimento de que o homem participe direta ou indiretamente. 

O relato de um episódio é composto por elementos como, enredo, personagens, ação, tempo, espaço, causa, conseqüência, foco narrativo, clímax e desfecho. Estes podem aparecer em sua totalidade ou parcialmente dentro de um parágrafo narrativo. 

È certo que todos os elementos nem sempre estarão contidos em um só parágrafo, sendo assim presentes em outras unidades da narração, contudo há a possibilidade destes serem observados num mesmo parágrafo, devido a capacidade do autor e sua perícia na utilização dos recursos de linguagem a ele disponibilizados. 

O parágrafo narrativo tem como núcleo o incidente, o fato ocorrido, nele também, geralmente, não se tem o tópico frasal explicito, pois este está diluído implicitamente no ordenamento da narração. 

Parágrafo Descritivo
É aquele que descreve o objeto, ser, paisagem ou até mesmo um sentimento. Tal descrição se dá pela apresentação das características predominantes e pelo detalhamento destas. É, portanto o objeto matéria da descrição. 

Uma descrição perfeitamente realizada, não se mostra pelas minúcias descritivas do objeto. 

A descrição deve apresentar o ângulo do qual será feita a descrição, não só o físico, mas também a atitude da observação. 

Quanto ao objeto a ser descrito, deve o autor apresentar o posicionamento físico deste, de forma a permitir o leitor que crie o cenário em sua mente. Essa apresentação se dá pela disposição ordenada dos detalhes, o que cria uma cadeia de idéias que será absorvida pelo leitor. 

A descrição deve abranger também a paisagem ou ambiente, e não como resultado de mera observação, mas como de um contágio efetivo da natureza ou ambiente sobre o autor, o que integra ao quadro e permite maior dinâmica a descrição.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados