Colégio Web

Tubarão-Baleia

1Qual seria o maior peixe existente no planeta marinho? Essa dúvida vai ser esclarecida agora: é o tubarão-baleia. O que esse ser tem a nos ensinar? Quais são as suas características? A primeira informação é a de que ele vive no mar tropical e temperado. Mas, como esse ser vivo se alimenta e se diverte? Quais são seus riscos?

Publicidade

E o nome baleia, tem alguma interferência? Será que ele é mamífero? Não. O tubarão-baleia está classificado como um peixe cartilaginoso, que gosta do ambiente marinho tropical e temperado. O nome científico é Rhincodon typus. Também é conhecido como pintadinho e cação-estrela. O corpo desse animal é bastante robusto, com muitas listras e manchas. A cabeça é bem achatada e larga. Ele pode atingir até 20 metros de comprimento. Em termos de peso, pode chegar a até 12 toneladas. Até hoje, o maior tubarão-baleia encontrado no meio ambiente pesou 34 toneladas.

Principais características do tubarão-baleia

2Mesmo sendo tão grande, esse animal não é considerado um exímio predador dos mares e oceanos. Sua alimentação é basicamente composta por organismos menores, a exemplo do crustáceo que “mora” nos plâctons. Peixes, lulas e moluscos também são excelentes cardápios para o turbarão-baleia. Na hora da alimentação, a estratégia usada é bastante peculiar: filtração e sucção para chegar até suas presas. Trata-se de um animal ovovivíparo, pois o desenvolvimento do embrião acontece no interior do corpo da mãe. Entretanto, toda a nutrição acaba sendo feito pela bolsa vitelínica. A reprodução do tubarão-baleia é chamada de viviparidade lecitotrófica.

Essa espécie pode ser encontrada com frequência, na mesma área, em todos os anos. Há muita fartura de alimentos nas regiões em que eles vivem. No Brasil, pode ser visto em toda a costa, mas gosta especialmente dos arquipélagos de São Pedro e São Paulo em Pernambuco.

Como as regiões frequentadas pelo tubarão-baleia são as mesmas, elas acabam tornando-se elementos dos pontos turísticos. É o caso da Austrália, espaço em que é possível nada de forma tranquila com tais animais. Em que pese o nome “tubarão”, trata-se de uma espécie mais dócil que não oferece tantos riscos aos humanos.

Hoje, o tubarão-baleia está classificado como ser vivo vulnerável na Lista Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN). Eles são protegidos por algumas legislações ambientais ao redor do mundo, mas a caça ainda é permitida em alguns países, como é o caso do Taiwan. As caças predatórias acabam matando centenas de tubarões-baleia por ano, o que é uma enorme ameaça ao futuro da espécie.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados