Colégio Web

Principais Danças do Mundo

A dança é uma linguagem humana universal. Para justificar tal afirmativa, iremos, a seguir, apresentar algumas entre as principais danças do mundo. Confira!

Publicidade

A dança é uma linguagem humana universal. Para justificar tal afirmativa, iremos, a seguir, apresentar algumas entre as principais danças do mundo, para que se possa compreender como a linguagem do corpo transcende culturas e faz parte do conjunto de manifestações culturais nos quatro cantos do mundo, como uma forma importante de representação da própria essência do homem.

4 Principais Danças do Mundo

Principais danças do Mundo

Egito

A Dança do Ventre já era uma prática em diversas civilizações antigas, bem como no próprio Egito Antigo, onde sacerdotisas faziam esse tipo de dança, em rituais de cunho religioso. Primordialmente, o ambiente onde ocorriam as danças era o dos templos. Entretanto, esse costume se popularizou, sendo também apresentado em eventos públicos e festividades.

Os movimentos dos dançarinos do ventre, em geral, são uma reprodução de gestos de animais ou dos quatro elementos da natureza. No caso das mulheres – o gênero priorizado por esse tipo de dança, embora homens também dancem, hoje em dia – é um gesto de respeito e de amor. Podem ser utilizados diversos acessórios, para dar uma nova atmosfera ao ato de dançar, tais como: punhais, taças, jarros, véus e até espadas.

Para acompanhar os dançarinos, os instrumentos musicais executados são: clarinetes, trombetas e flautas, além de percussão. As zonas do corpo enfocadas pela dança são: quadris, abdômen e o torso.

Argentina

O Tango é um ritmo que teve início nas zonas de subúrbio de Buenos Aires e, de início, se acreditava que eram originários em cabarés e/ou bordéis em geral, por conta da grande sensualidade, expressa por meio de seus passos e do envolvimento entre as pessoas que formam o casal de dançarinos.

Ao se tornar um enorme sucesso em países europeus, como a França, começou a ser mais aceito e valorizado entre os próprios argentinos. O ritmo original contava com flautas, violinos e violões, era mais intenso, e com o tempo, ficou mais melancólico, permeado também pelo acordeon e piano.  Como o samba para o Brasil, o Tango é a dança argentina, por excelência.

Seus passos principais são executados todos em oito tempos, com o tempo, pode-se utilizar outros tipos de passos mais complexos, como gancho – ambos os elementos do par levantam as pernas e, de forma precisa, as entrelaçam – e ocho – a dama da dupla descreve um 8 com as pernas, de maneira sinuosa e sensual.

Índia

A Bharathanatyam é uma tradição entre os hindus, sendo uma das manifestações culturais mais antigas do país. Trata-se de um estilo clássico de dança, surgido na região sul da Índia, que faz uso de instrumentos musicais como tambura, violino e flauta. Na Bharathanatyam, os dançarinos envolvidos devem realizar movimentos e gestos bem suaves, além de poses, de tempos em tempos.

Itália

A Tarantella é, certamente, a dança mais representativa desse animado país. Seu nome está associado à cidade de Taranto. Pode ser realizada por diversos casais, que trocam de parceiros de modo muito rápido e preciso, garantindo um espetáculo vivo e de energia incomum. Deve ser dançada em duplas, pois, segundo os italianos, dançar Tarantella sozinho pode trazer má sorte.

Para preparar a dança, em primeiro lugar, é importante que seja feito um grande círculo por todos os participantes. Esse irá girar em sentido horário – da direita para a esquerda, no sentido dos ponteiros do relógio. Com o passar do tempo, a música tem seu andamento acelerado e os dançarinos começam a trocar de lado. O grande diferencial da Tarantella é justamente esse, é preciso ficar concentrado, pois a dança, a cada vez, fica mais rápida e todos os participantes precisam estar em sintonia. O mais interessante é que nada disso impede que as pessoas se divirtam intensamente.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados