Colégio Web

O que é poesia e como ela se manifesta?

2Afinal de contas, o que vem a ser poesia? Estão achando a pergunta muito óbvia? Ou a resposta pode ser mais complexa do que vocês imaginam? Na verdade, poesia é tudo aquilo que pode mexer com a nossa subjetividade. Nesse sentido, talvez seja bem difícil fechá-la em um conceito. O que tem ares poéticos para alguns pode ser mera asneira para outros. Cada indivíduo nasce dotado de um tipo de percepção. Há aqueles que sentem exageradamente, outros reclamam que não conseguem se permitir níveis mais altos de abstração. A força da poesia reside exatamente nesse caminho.

Publicidade

Muitos acabam se enganando ao ter em mente que a poesia é uma peça exclusiva da literatura. Não. Talvez vocês estejam se confundindo com o poema. Esse sim representa um gênero textual que está na esfera literária. O poema tem uma série de características mais formais, com temas e similaridade com outros gêneros. Enquanto isso, a poesia vai se manifestar por meio de outras esferas artísticas: artes plásticas, música, cinema e fotografia.

Para que se perceba a poesia, também é necessário que o receptor, aquele que acabou de visualizar o elemento poético, também queira senti-la. É necessário estar aberto a novas experiências de cunho sensorial. O campo das emoções acaba sendo o melhor lugar para que a poesia se manifeste. Seja por palavras, cor, som, imagem, a poesia vai estar disposta a se manifestar. Se eles elementos estiverem bem construídos no campo dos sentimentos, de forma mais plena ainda será vista a poesia.

Quer fazer uma experiência? Observe algumas pinturas. Mesmo as comuns ou aquelas que estão nas galerias de arte. Você pode observar a poesia em uma cantiga de roda…
Que lindos olhos, que lindos olhos tem você
Que ainda hoje, que ainda hoje eu reparei
Se eu reparasse, se eu reparasse há mais tempo
Eu não amava, eu não amava a quem amei
(Que lindos olhos – Cantiga folclórica)

Como pode um peixe vivo
viver fora da água fria
Como poderei viver
Como poderei viver
Sem a tua, sem a tua,
Sem a tua companhia

Os pastores dessa aldeia
fazem prece noite e dia
Como poderei viver
Como poderei viver
Sem a tua, sem a tua,
Sem a tua companhia

(Peixe vivo – Cantiga folclórica)

E, como é de costume, também na literatura!

1Os Poemas

Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.

Quando fechas o livro, eles alçam voo
como de um alçapão.
Eles não têm pouso
nem porto
alimentam-se um instante em cada par de mãos
e partem. E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti…

Mario Quintana

Se você conseguiu perceber toda beleza e lirismo presente nas pinturas, nas cantigas folclóricas e no poema de Mario Quintana, parabéns, você é capaz de sentir a poesia. Lembre-se de que a poesia só existe quando é plenamente compreendida. Para compreendê-la, é preciso um bocado de sensibilidade!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados