Colégio Web

O que é a Musicoterapia?

Publicidade

Você sabia que a música pode ser usada como método para alívio e cura de certas doenças e distúrbios? Para muitas pessoas, a música acalma, relaxa o corpo e a mente; proporciona liberdade, sensação de alívio e esperança.

Você já reparou que quando ouvimos uma música ficamos mais alegres e entusiasmados. Pessoas conseguem realizar muitas tarefas ouvindo música, e podemos citar entre elas a de trabalhar, caminhar, escrever e estudar. Para alguns, esse é o melhor método de concentração e raciocínio.

Vamos conhecer a musicoterapia e como ela pode ser desenvolvida em diversas áreas do conhecimento. Confira!

Você sabe o que é musicoterapia?

Musicoterapia

A musicoterapia é uma forma de terapia que utiliza a música e seus elementos para estudar a relação de cada indivíduo, proporcionando maior qualidade de vida. Possui como objetivo desenvolver ou reestabelecer funções da pessoa, para que possa alcançar maior interação com o seu “eu” e com o mundo exterior.

Ela pode ser aplicada em diversas áreas do conhecimento como a didática, recreação, matemática, história, geografia, linguagem ou comunicação. Demais ramos como a psicologia, psiquiatria, psicoterapia, medicina e pedagogia também entram no rol.

Benefícios da musicoterapia

A música e todos os seus elementos (instrumentos) promovem ao indivíduo a comunicação, percepção, aprendizagem, expressão, mobilização, organização e desenvolve necessidades especiais com relação ao estado emocional, necessidades físicas, motoras (cognitivas), mentais e sociais.

Musicoterapia Tratamento

As vertentes da musicoterapia

A musicoterapia pode ser dividida em duas vertentes: a receptiva e a interativa. A musicoterapia receptiva visa proporcionar ao indivíduo experiências de audição musical e o mobiliza dentro dessas expectativas.  Já a musicoterapia interativa proporciona a troca de experiências entre o indivíduo e os elementos essenciais (instrumentos musicais), as ações verbais, como o canto, e o trabalho corporal.

Os acordes e o desenvolvimento dessa terapia são de responsabilidade do musicoterapeuta que possui formação específica para o desenvolvimento da função.

Pesquisadores da Indiana University School of Nursing, nos Estados Unidos, comprovaram a melhora no tratamento de jovens com câncer que participaram de um projeto para escrever letras, gravar música e selecionar imagens para videoclip. Esses jovens além de melhorarem no tratamento de câncer também demonstraram maior tolerância aos efeitos colaterais.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados