Colégio Web

O que é Imposto de Renda?

Publicidade

Entre várias das taxas e comprovações fiscais que temos de relacionar em nosso dia a dia financeiro, graças às limitações e restrições impostas pelo governo brasileiro, o Imposto de Renda é uma das mais conhecidas. Existente em vários países, mas com aplicações e contribuições variadas, em que cada contribuinte (seja o mesmo uma pessoa física ou jurídica) é obrigado a deduzir uma porcentagem de sua renda média anual para o governo federal.

Essa compensação é feita com base nas informações financeiras de cada um, considerando uma tabela do organismo fiscalizador de cada país para especificar as restrições em cada lugar.

 Conceito do Imposto de Renda

Imposto de Renda

A história dessa taxa vem de uma inovação na economia, que visa garantir um entendimento comum de receitas, despesas e lucros tanto para a sociedade entre si quanto para o governo. Garantindo a ordem financeira a partir de registros confiáveis, o imposto serve para estabelecerem-se também definições sobre riqueza, posição social e propriedade dos meios de produção, garantindo a análise do governo sobre a vida financeira entre a sociedade.

O imposto é feito sobre o valor anual recebido pelo trabalhador, contando com um desconto que deve ser entregue ao governo federal como um desconto fixo do mesmo. O imposto pago pelo trabalhador é chamado de Imposto de Renda sobre Pessoa Física (IRPF), enquanto o pago por empresas ou pessoas jurídicas é chamado de Imposto de Renda sobre Pessoa Jurídica (IRPJ), uma declaração comprovativa dos rendimentos do ano.

Após o Imposto de Renda, muitas pessoas contam com a restituição do mesmo para receber um determinado valor após a realização do balanço do governo, feito entre o rendimento anual e despesas com saúde, educação, entre outras. Com registros do imposto, o governo consegue arquivar as condições sociais de uma mesma localidade e basear conceitos líquidos sobre valores do país.

O Imposto de Renda no Brasil

Renda Imposto

A natureza da implantação do imposto vem de 1843, na tentativa de implantar essa ideia num sistema econômico ainda não instituído. O imposto atual foi formulado em 1922, planejando financiar a saúde, a educação e o desenvolvimento urbano, com taxas que sempre variam entre 8 e 20%, sendo uma das taxas mais caras nas remunerações internacionais. O Ministério da Fazenda e a Receita Federal são os responsáveis com a fiscalização de declarações, executando processamentos em prol da estabilidade financeira no país.

O imposto é cobrado mensalmente, contando com ajuste anual aos contribuintes.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados