Colégio Web

O papel da joia na história da humanidade

Publicidade

As joias inspiraram o pensamento de várias culturas como a celta, cristã, hindu, budista, egípcia e até mesmo a cultura indígena, entre muitas outras.

É comum lermos que certos estudiosos entendem que os adornos como as joias existiram antes mesmo da vestimenta, e que elas são usadas desde os tempos mais remotos.

As joias, em cada época e em cada cultura, representavam certo misticismo e magia. Acreditava-se que as joias tinham grande elo com as forças místicas e sexualidade. As joias eram reproduzidas de material belo, raro, que expressava riqueza, status e poder.

A joia na era primitiva

O homem primitivo acreditava que seus adornos (joias) eram especiais, por isso buscavam na natureza inspiração para sua confecção. A posição das estrelas indicava a época correta para a produção de amuletos e protetores. O homem primitivo ao caçar animais ferozes arrancava-lhes os dentes e garras para a confecção de colares e ornamentos como indicação de força e poder. As mulheres usavam adornos feitos de conchas, dentes de animais, ossos e madeira.

Joia

Egípcios

Os egípcios eram excelentes artesãos e desenvolveram novas técnicas que possibilitaram a produção de peças belas em várias formas, principalmente, de animais da mitologia como escorpiões, serpentes, dragões e escaravelhos, que representavam muito mais do que as formas, pois acreditavam na força do místico, no poder do amuleto como forma de proteção e força. Passaram a usar várias cores que simbolizavam essa força e riqueza, usando minérios como feldspato.

Celtas

Os celtas desenvolveram a técnica de gravação em metal e esmaltação em suas peças, que eram fabricadas em bronze e ouro. Faziam joias como braceletes, colares, fivelas e broches, em formato de espiral e linhas sinuosas.

Gregos

Os gregos admiravam desenhos em forma geométrica e buscavam inspiração em temas da natureza e da mitologia. Fabricavam peças como brincos, colares, braceletes, broches e fivelas, entre muitos outros.

Indígenas

Para os indígenas, os adornos e joias sempre demonstraram sinal de espiritualidade e poder. Acima de tudo, o respeito pelo ser e pela natureza. Utilizavam para a fabricação de seus adornos, ossos, dentes de animais, penas de animais, madeira, folhagem e tudo o que a natureza oferecia. Eles são usados em rituais de cura, de fé e para a elevação dos espíritos.

  Joias

Joias na atualidade

O homem atual tornou-se verdadeiro artista em trabalhar e utilizar vários metais, pedras preciosas, ouro, prata, titânio, aço, cobre, platina e muitos outros materiais que são utilizados para compor as verdadeiras obras de arte. O homem atual busca inspiração nas tendências do passado com o estilo e as técnicas do mundo contemporâneo.  As peças como colares, brincos, pulseiras, pingentes, braceletes e uma série de acessórios, além de enfeitar o corpo, alegram a alma.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados