Colégio Web

Músculo grande não é sinônimo de força

Publicidade

Nunca a academia esteve tão em alta como está atualmente. Todos, que sequer estudam sobre musculação, vão até os ginásios, ganham uma rotina de treino padrão, gastam dinheiro com suplementos e esperam ficar grandes e fortes em 3 meses.

Nesta falta de informação da grande maioria que se exercita, há um mito que está presente em todos os lugares e quase todas as pessoas acreditam: músculos grandes = muita força. Logo, tentam cresce-lo sem parar, mas não entendem, porque as cargas não são tão altas assim.

No passado, um profissional de fisiculturismo (culto ao físico, ou seja, apenas beleza) e um basista (atleta de força) competiram para ver quem alcançava a maior carga no agachamento. As pernas do fisiculturista eram gigantescas, mas a do powerlifter, nem tanto. Qual foi o resultado? O mais magro conseguiu agachar com muito mais peso!

Chegou a hora de você entender o que é músculo grande e o que é força. Confira algumas curiosidades abaixo!

Músculo grande não é sinônimo de força

Músculo grande é sinônimo de líquido intramuscular

O músculo é composto de células, glicogênio e sarcoplasma. Quando as pessoas se exercitam, o tecido precisa oxigenar, aumentar sua resistência e crescer para suportar maiores cargas. Logo, eles tendem a aumentar de tamanho.

O que acontece é que treinos com bastante repetição, como, por exemplo, entre 8 e 15, que são os mais comuns, geram um aumento mais significativo de líquidos dentro do músculo do que de aumento das células.

Logo, um músculo grande pode ser aquele recheado de água e sais minerais, e estes componentes não geram força.

Força vem da mente

Quando corremos um perigo de vida ou morte, o corpo libera uma série de hormônios que são utilizados para nos salvar destas situações terríveis. Por esta razão, milagres acontecem, como levantar um carro ou erguer um familiar, por amor.

Depois de um tempo, não conseguirá fazer isso novamente. É interessante, porque o músculo não diminuiu! Na verdade, você passou a utilizá-lo na sua totalidade, pois era um momento necessário, de desespero. Esta situação implica que força não vem 100% do tamanho do músculo, mas, sim, da mente. Quem treina para ficar forte, treina antes de tudo a ligação neuromuscular, ou seja, a capacidade em utilizar todo o tamanho do músculo para gerar força.

Por que músculo grande pode não gerar tanta força?

Como a maioria das pessoas querem ficar musculosas, seus treinos seguem estes conceitos, ou seja, maiores repetições, maior formação de água dentro do músculo, aumento de tamanho. Ao longo do tempo, ela vai ganhando força, sim, é inevitável, mas não tanto quanto poderia se fizesse um treino voltado para força.

Quem deseja tirar 3 vezes o seu peso do chão, por exemplo, precisa ter um treino para tal. Realizar infinitas séries e repetições para sentir a famosa dor muscular do dia seguinte não traz resultado algum relacionado a isso. O ideal é treinar o cérebro para que este tenha controle sobre cada centímetro do tecido muscular, assim podendo fazer bastante força.

Com o tempo, o músculo também cresce, mas demora um pouco mais do que trabalhar com muitas repetições. O ideal, se você quiser resultados otimizados, é trabalhar das duas formas, sempre aproveitando ao máximo a academia.

Bons treinos!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados