Colégio Web

Métodos de alfabetização

Publicidade

A hora de alfabetizar uma criança na escola está entre um dos momentos mais importantes da vida dos pequenos. É a partir da alfabetização que eles vão começar a compreender melhor as palavras, além de aprimorar a fala e também a escrita e leitura.

E para este momento, podemos dizer que existem alguns métodos de alfabetização que são aplicados em muitas escolas pelos professores. Mas, qual método utilizar? Quais são eles? Vou te mostrar agora alguns dos métodos mais comuns de alfabetização, que mais mostram eficácia. Confira:

Tipos de métodos de alfabetização

Tipos Métodos de alfabetização

Método fônico

O método fônico está entre o mais utilizado pelas escolas, e ele consiste no aprendizado por meio da associação entre fonemas e grafemas, ou seja, sons e letras. Esse modelo de ensino faz com que primeiramente seja possível que o aluno descubra o começo do alfabeto e, depois, ele já pode conseguir dominar o conhecimento ortográfico próprio de sua língua, por meio de textos.

Método Alfabético

Um dos mais antigos de sistemas de alfabetização e ainda entre os mais utilizados pelos educadores é o método alfabético. Ele também é conhecido como soletração, isso porque tem como princípio a leitura, como parte da decoração oral das letras do alfabeto. Assim que os alunos passam a decorá-las, é o momento do qual eles começam a realizar todas as suas combinações silábicas e, depois passam a formular as palavras. A partir daí, a criança começa a ler frases curtas e continua evoluindo até conhecer histórias.

Métodos de alfabetização

Por este método alfabético, a criança soletrará as sílabas até conseguir finalmente decodificar a palavra. Um exemplo disso é a palavra “casa” que se soletra da seguinte forma: c, a, s, a: casa. Dessa maneira, o método Alfabético permite a utilização de cartilhas com o objetivo do aluno treinar ainda mais as palavras.

Método Analítico

Outro método muito conhecido e utilizado é o analítico, também conhecido como “método olhar-e-dizer”. Ele defende que a leitura nada mais é do que um ato global e audiovisual. Portanto, partindo deste contexto, os educadores do método tem como o principal objetivo de trabalhar com os seus alunos a partir de unidades completas de linguagem para depois  dividi-las em partes ainda menores. Um exemplo disso é quando a criança parte da frase para extrair as palavras e, depois, pode dividi-las em unidades mais simples, que são as sílabas.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados