Digite o que você quer buscar:  
Home » Curiosidades » Informática » Ciberviciado
01/06/2012 12:14

Ciberviciado

Aumentar fontes para melhor leitura Diminuir fontes para melhor leitura

Ciberviciado é o nome que é dado há uma pessoa que é ou está se tornando viciada pela internet. Muitas vezes quando pronunciamos a palavra “vício” logo pensamos o que a maioria das pessoas pensa como vícios em drogas, álcool e etc. Mas o que vamos tratar aqui é sobre o vício também só que pela internet. 

Para poder reconhecer uma pessoa que pode estar viciada em internet, basta verificar seu comportamento, ou seja, se ela fica muito tempo em frente ao computador, se deixa de cumprir seus afazeres para ficar em frente ao computador, se fica muito nervoso e irritado se alguém tenta “colocar a mão” em seu PC. 

Segundo especialistas, 6% a 10% das pessoas sofrem deste mal e também pode ser chamado de “compulsão à internet” e pode afetar também os familiares amigos, fazendo com que ocorra o estress. 

O vício pela internet pode ser classificado em vários outros vícios, como por exemplo:

1. Fotobisbilhotice: acessar álbum de pessoas que jamais viu na vida. 

2. Blog-indiscrição: expor segredos pessoais que deveriam ser mantidos em sigilo. 

3. Chicletepod: são pessoas que gostam, muito de músicas antigas, e navegam na internet em busca de conhecê-los mais. 

4. Ego-navegação: pessoas que sempre buscam saber sobre ocorrências, ou seja, pesquisa se em seu nome ou o nome de outra pessoa, e verifica se há alguma passagem pela polícia. 

5. Blackberrymania: pessoas que o tempo todo verificam o blackberry (aparelho que armazena fotos, vídeos e etc.). 

6. Google-espionagem: pessoas que espionam a vida de outras pessoas pela internet. 

7. Cibercondria: pessoas que não vão ao médico e procuram diagnósticos de suas doenças pela internet. 

8. Wikipedimania: é uma pessoa que é viciada em um site de pesquisa que é chamado de Wikipedia.

Sendo assim, pessoas que sofrem deste mal, têm de procurar um médico e pedir ajuda para que um tratamento seja realizado.





Você também vai querer ler...

Comente!

Que tal ajudar?

Ajudamos milhões de estudantes todos os meses, levando conteúdo educacional, de graça. Faça uma doação e ajude a manter o projeto. Clique no botão ao lado.