Colégio Web

Dicas de como preparar o lanche escolar

Publicidade

Uma lancheira com um visual bonito enche os olhos de qualquer criança! Capriche na hora de arrumar o lanche de seu filho. Essa atitude pode beneficiá-lo na hora do lanche. A lancheira de preferência deve ser térmica, mas, caso não seja, deve-se colocar uma bolsa térmica em gel no seu interior.

A lancheira térmica protege o lanche e garante as propriedades dos alimentos. Estimule a criança a preparar o seu próprio lanche, já que essa atitude é saudável, educativa e ajuda na formação de hábitos alimentares.

 

Nessa dica é claro que dependerá da idade da criança para que ela possa ajudar no preparo do lanche. Os pequenos ainda não entendem como poderiam ajudar, mas para os grandinhos essa atitude pode fazer a diferença.

Como preparar lanches saudáveis para a escola?

Dicas de como preparar o lanche do seu filho

A mudança nos hábitos alimentares pode não ser nada fácil de inicio, mas depois a criança acostuma com a alimentação mais saudável e passa a saborear os alimentos de forma mais prazerosa.

  • Nunca proíba nenhum tipo de alimento. Além de ser uma atitude incorreta, só tornará esses alimentos mais atraentes. Tudo pode, porém com moderação.
  • Alimentos gordurosos, salgadinhos e refrigerantes não devem fazer parte do cardápio dos pequenos, mas muitas vezes com o convívio com os demais colegas, eles acabam experimentando e também querendo em seu lanche. Devemos evitar, mas não podemos proibir.
  • Evite alimentos perecíveis como queijo, leite, iogurtes, pois às vezes podem fermentar e causar transtornos gastrointestinais, ainda mais se a lancheira não for térmica.
  • Utilize alimentos em embalagem longa vida. Eles são mais práticos, higiênicos e não têm risco de estragar na lancheira. Sucos feitos em casa, por não estarem nesse tipo de embalagem perdem os nutrientes. Além de que o suco pode derramar na lancheira e causar aquele estrago.
  • Prefira os sucos sem conservantes. Observe na hora da compra que alguns sucos na embalagem longa vida trazem a informação de que não contém conservantes.
  • Prefira os biscoitos sem recheio. Esse tipo de bolacha deve ser substituído por biscoitos de leite, amanteigados, tipo club social, bolinhos, etc.
  • Prefira os pães ao invés da bisnaguinha. Você pode comer diversos tipos, como o pão francês, de forma, de leite e integral.
  • Não se esqueça das torradas! Elas ficam ótimas com geleia ou manteiga.
  • Não negociar as guloseimas como forma de recompensa. Elas não estão proibidas. Mas deve-se ter moderação. Não estimulea guloseima como forma de recompensa, ou seja, “se você comer a refeição você receberá a guloseima”. Essa atitude somente demonstrará e fixará na criança a ideia de que a refeição (alimento) é tão ruim que é preciso recompensá-lo.
  • Troca do lanche com os amigos é muito importante, a criança experimenta novos alimentos, observa os hábitos dos amiguinhos e passa a imitá-lo, mas pode ser prejudicial quando a troca torna-se um hábito ou quando o lanche do amiguinho não é tão saudável. O professor deve estar próximo evitando que isso ocorra.
  •  Não deixe o lanche solto na lancheira. Tudo deve estar embalado dentro de recipientes próprios e bem fechado.

Essas foram algumas dicas para tornar o lanche do seu filho mais agradável e nutritivo!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados