Colégio Web

Como surgiram os contos de fadas

1Os contos de fadas invadem o imaginário das crianças e estão presentes em todas as etapas da vida dos humanos. Somos ensinados a compreendê-los e até mesmo a utilizá-los como referência para nossas vidas. Mas, sabemos que tudo requer equilíbrio. O mundo da fantasia é interessante para um filme, uma brincadeira ou mesmo para fazer com que a criança compreenda um processo. Mas, na vida real é que se vivenciam os grandes dilemas a que estamos tão acostumados.

Publicidade

Do ponto de vista da Literatura, o conto de fada é importante para que aprendamos, por exemplo, a ler. É assim que se chega ao universo da ludicidade. As histórias são importantes para termos os primeiros contatos com as palavras. Diferentes épocas são retratadas por tais contos e, quando solicitado, a criança nos explica cada detalhe do que viu ou ouviu dos livros.

Mas, quem terá criado esse artifício dos contos de fadas? Surgiram em que região e como se proliferaram por todos os países da cultura ocidental? O conto de fadas vai remontar a um tempo antigo. Ele vem das tradições. Os pais contavam tais histórias para os filhos e houve alguém que quis perpetuá-las. Assim, começou o processo de escrever o conto de fada.

Esse momento do registro nos livros ocorreu na Idade Média. Foi nesse período que as crianças começaram a ter contato com a escola e com os livros a partir de um universo lúdico. A criança passou a ser reconhecida e diferenciada do adulto. Hoje, a noção de infância é bem disseminada e mostra a importância da fase para adultos e para elas mesmas.

Primeiros contos eram assustadores

1As fadas não surgiram nesse primeiro momento. Pelo contrário, os primeiros personagens eram assustadores. Não havia tanto final feliz. Mas, justamente por serem produzidos para as crianças, começou-se a pensar em contos que não mais causasse tanto medo. Foi o escritor francês Charles Perrault que fez a adaptação desses primeiros contos infantis.

Em seguida, os Irmãos Grimm e o dinamarquês Hans Christian Andersen também trataram de produzir contos mais suaves. Aí começa a tal da moral da história, meninas mais bonitas sendo desenhadas, ursinhos e todos aqueles elementos que vão mexer com o universo infantil. Os animais e personagens perigosos começam a ser vencidos pelos heróis.

Atualmente, os contos de fadas atuais já passam por todo um critério e são exigidos que não tentem, de forma subliminar, mexer com o universo das crianças.

É o caso, por exemplo, das questões raciais. Porque todas as princesas precisam ser brancas? A maioria das mulheres dos contos de fadas são submissas. De onde chegam esses conceitos?

A importância do conto de fada é real. Mas, a sua produção não pode levar a problemas futuros.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados