Colégio Web

Como as camadas se processam na atmosfera

2A área atmosférica é composta pelos seguintes componentes: hélio, dióxido de carbono, ozônio, argônio, vapor de água, oxigênio e nitrogênio. A atmosfera possui uma importância fundamental para a manutenção dos seres vivos na Terra. Especialmente por conta do oxigênio, é ela quem mais nos protege da ação nociva do raio ultravioleta.

Publicidade

E há outras camadas e subdivisões na atmosfera? Sim. E cada uma delas vai se constituir a partir de um critério específico. A composição é uma das formas de se organizar a classificação das camadas. Assim, a atmosfera acaba sendo dividida em homosfera (que não tem tanta variação), heterosfera (com bastante hidrogênio e hélio), exosfera (excessivamente rarefeita, com moléculas gasosas que fogem da atração gravitacional da Terra).

Outra classificação mais utilizada e que é determinada pela variação da temperatura aponta que a atmosfera é dividida em cinco diferentes camadas.

Troposfera: camada que vai do solo terrestre até chegar aos 12 quilômetros de altitude. Dada a essa elevação, possuirá temperaturas mais baixas que chegam a -60 °C em algumas regiões mais altas. É na troposfera que vão acontecer a formação das chuvas e nuvens.

Estratosfera: fica localizada acima da troposfera e pode atingir até 50 quilômetros além do nível do mar. Temperaturas variam entre -5 °C a -60 °C. Nessa camada, estão abrigadas as camadas de ozônio. São elas que fazem a proteção contra as radiações ultravioletas.

Mesosfera: vai do fim da estratosfera aos 80 quilômetros acima no nível marítimo. Temperatura oscila entre -5 °C a -95 °C. É vista como a camada mais fria da atmosfera.

Termosfera: situada acima da mesosfera, com 500 quilômetros de altitude, já registrou as mais elevadas temperaturas da atmosfera, com até 1.000 °C. Todo esse calor se explica a partir da elevada concentração de oxigênio atômico. É ele quem se responsabiliza pelas absorções dos níveis de energia solar.

1Exosfera: começa no fim da termosfera e se prolonga até o espaço.

Com tantas características peculiares e diversificadas, fica claro o quanto o ar atmosférico que respiramos é cheio de energia, não é verdade? Imagine todas essas camadas em contato com toda a poluição que o planeta acaba produzindo diariamente? Muitas pessoas não possuem ideia de quanto tais aspectos podem ser prejudiciais para a existência de vida. Todas as campanhas de conscientização ambiental que existem não são suficientes para fazer com que o ser humano compreenda que ele é o principal agente causador dos danos que posteriormente vem a sofrer.

O processo de educação ambiental em qualquer espaço passa pela noção exata das informações sobre como é composto o nosso planeta. Sem informação e sem ter a mínima ideia de todos os riscos, nós continuaremos agindo de forma equivocada. Outro aspecto importante a ser colocado é o fato de que mínimas ações como a separação do lixo, o cuidado com a alimentação que consumimos e outras ações menores são verdadeiros incentivos para começarmos a entender que somos um todo. Sem começar com pequenos grãos, nunca encheremos as sacas. E você, o que acha disso?

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados