Colégio Web

89 anos da morte de Antoni Gaudí

Publicidade

Nascido em 25 de junho de 1852, em Barcelona, Gaudí foi um famoso arquiteto catalão, considerado um dos grandes mestres do modernismo. Gaudí veio de uma família pobre. Quando jovem foi estudar arquitetura em Barcelona. Faleceu no dia 10 de junho de 1926, sem ter se casado.

Gaudí foi um ativista político tendenciado ao nacionalismo, sendo até preso. Grande crítico da igreja católica em sua juventude, quando chegou à idade adulta converteu-se em um fervoroso católico, passando 31 anos na construção de uma de suas grandes obras (nunca terminada): a Sagrada Família.

Gaudí: estilo e influências

89 anos da morte de Antoni Gaudí

Seu interesse pela corrente artística da época, chamada de unidade do objeto artístico, e os laços entre artista e artesão estavam embutidos em suas primeiras peças. As paixões de Gaudí (arquitetura, natureza e religião) eram representadas em suas obras. Era extremamente detalhista e dominava outras técnicas como:

  • Cerâmica
  • Vitral
  • Ferro forjado
  • Marcenaria

Arte sem esboços

Com um jeito único de criar, ele não fazia desenhos como os demais artistas, suas criações ganhavam forma conforme eram concebidas. Algumas vezes criava maquetes de seus projetos.

Introduziu uma nova técnica com base em fragmentos cerâmicos chamada de trencadis, após passar muitos anos influenciado pelo neogótico (era a tentativa de reavivar as formas góticas medievais em contraste aos estilos clássicos dominantes na época) e pelas técnicas orientais. Mudou para o movimento modernista catalão, que teve seus anos dominantes no fim do século XIX e início do XX.

Novo tipo de arquitetura

Admirador da arte grega e cada vez mais atraído pelas formas góticas, desenvolveu interesse pela melhoria do sistema estrutural gótico, concebendo um novo tipo de arquitetura batizado por ele de naturalista, fundamentada em levar até o limite os materiais utilizados, testando a resistência e criando obras grandiosas e belas.

89 anos da morte Antoni Gaudí

Gaudí: principais obras

Da década de 80 do século XIX datam suas primeiras grandes realizações:

  • A casa Vicens (1883-1888), em Barcelona
  • O palácio Güell (1885-1889), em Barcelona
  • O palácio episcopal de Astorga (iniciado em 1887), em Léon
  • A Casa de los Boines (1891-1892), em Léon
  • Em 1883, assumiu a continuação do templo da Sagrada Família, catedral neogótica em que fez profundas transformações
  • Durante a primeira década do século XX, desenhou o parque Güell (1990-1914)
  • A Casa Batlló (1904-1906), com seus balcões curvilíneos, e a casa Milà (1906-1912), na qual combina a planta livre e as grandes aberturas com uma decoração de terraços e chaminés de cerâmica branca

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados