Colégio Web

Probióticos

Publicidade

O probióticos é uma bactéria benéfica que age na melhoria da saúde intestinal e facilita o processo digestivo, bem como a absorção dos nutrientes. Quando se insere alimentos com essa característica na dieta, o intestino funciona melhor e mantém o sistema de imunidade alto, o que auxilia na prevenção de doenças a exemplo de gripes e resfriados.

Algumas das vantagens no uso do probiótico:

  • Combate à doença intestinal: síndrome do intestino irritável, colite, doença de Chron ou inflamações intestinais.
  • Combate às causas da hemorroidas, infecções urinárias e candidíase.
  • Auxílio no combate à azia e má digestão.
  • Ampliação da quantidade de nutrientes no organismo. A vitamina B e a metionina passam a ser melhor absorvidas.
  • Elevação do número de macrófagos, que cumprem o papel de defender o organismo.
  • Mesmo que o probiótico exerça tão importantes funções na manutenção da saúde, também é muito válido que se consulte um nutricionista ou médico especializado antes de iniciar o uso desse tipo de componente.
  • Probiótico nos alimentos

E fora das cápsulas, onde podemos encontrar os probióticos? Os Lactobacillus acidophillus, L. casei e L. bifidum são os mais recomendados. De forma geral, podem ser incluídos nos alimentos que possam sofrer tal combinação. É o caso do comercialmente conhecido como Yakult, Activia, Kefir.

Já os alimentos orientais feitos à base de legumes, verduras ou soja devem ainda contribuir para a função. É o caso do Miso, Natto, Kimchi, vendidos em espaços de saúde especializados.

Quando se consome tal alimento de forma regular, há forte melhoria no trânsito do intestino. Daí serem recomendados para os casos de diarreia originadas na ingestão de antibióticos. Ou ainda nos pacientes com prisão de ventre. O recomendado, neste sentido, seria o consumo de iogurtes ao menos uma vez por dia, com a inclusão do probiótico. Após sete dias de uso, alguns avanços já podem ser observados no organismo. Neste sentido, vale frisar que o acompanhamento do médico e nutricionista continuam sendo essenciais para pacientes que precisam desse tipo de alimento com maior intensidade. O uso indiscriminado e sem orientação pode levar a outras dificuldades.

 

 

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados