Colégio Web

Conceito de totalitarismo

1A crise econômica de 1929 nos Estados Unidos repercutiu em diferentes partes do mundo. A Europa, em termos políticos, permaneceu dividida, dando margem para o fortalecimento do socialismo. Muitos ficaram temerários em relação fortalecimento de tal corrente política. O receio da revolução deixou os burgueses completamente aflitos e, diante de tal cenário, o apoio ao fascismo acabou sendo rápido. O que também ganhou cores fortes foram as relações entre o regime totalitário e os efeitos da “grande depressão”.

Publicidade

O conceito de totalitarismo indica a dominação, por parte do estado, em toda a engrenagem da vida social. O indivíduo é manipulado em todas as esferas da vida com ações marcadas por:

Nacionalismo: o país é considerado perfeita organização social. E, por ser considerado modelo para outras nações, segue padrões rígidos para a conduta dos cidadãos.

Militarismo: a organização do exército se manteve forte e organizada.

Anticomunismo: a crise de 1929 foi explicada, por muitos, como uma consequência do socialismo ou comunismo. Daí o ódio mortal de tais sistemas de governo.
Líder único: a existência de um único representante do governo altera o foco e leva o país à prosperidade.

Unipartidarismo: quando apenas uma agremiação partidária é aceita já que a diversidade de partidos pode dividir a sociedade para diferentes ideologias.
Autoritarismo: as decisões da autoridade são indiscutíveis, pois o país precisa de trabalho e não de liberdade.

O nazismo alemão, por exemplo, teve algumas características específicas como o anti-semitismo. Nesse último, Hitler definiu que os judeus eram os responsáveis diretos pela crise da Alemanha. Muitos banqueiros eram judeus. Outra corrente, o arianismo, queria defender a existência de uma raça alemã pura. Quem não pertencesse a tal grupo seria considerado a escória social.

Conceito de totalitarismo

Estado Totalitário é o Estado controla todos os setores da sociedade, econômicas, sociais, políticas, religiosas e culturais. A autoridade do poder central é praticamente absoluta. No período entre-guerras, este tipo de Estado se difundiu na Europa.

Os governos democráticos da Europa eram golpeados pela esquerda e pela direita. De um lado estavam os partidos comunistas e, do outro, os partidos nacionalistas anticomunistas (fascistas). Com o apoio do Partido Fascista, em 1922, Mussolini subiu ao poder na Itália. E assim, o fascismo agiu de forma contra-revolucionária, ou seja, em oposição aos progressos do comunismo, que tinha pretensões de substituir o sistema capitalista mundial pelo socialismo.

Muitos países, principalmente os da Europa Central, seguiram o exemplo da Itália.

A Alemanha, assim como a Itália, também representou um exemplo de totalitarismo de direita; em 1933, Adolf Hitler estabeleceu a implantação do governo do Partido Nacional-Socialista (Nazista).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados