Colégio Web

Concordância Verbal

Publicidade

Vamos falar sobre concordância verbal. Vamos tratar de um caso delicado que deixa muita gente atrapalhada. O
programa foi às ruas para ouvir a população: 

Qual a forma correta? 
“Vai fazer 5 semanas que ela foi embora.”
ou
“Vão fazer 5 semanas que ela foi embora.” 

De sete pessoas ouvidas, três acertaram. A forma correta é: “Vai fazer 5 semanas que ela foi embora.” O verbo “fazer” é
um caso específico da nossa língua. Quando este verbo é usado para indicar tempo transcorrido, não deve ser flexionado….
Verbo “fazer” indicando tempo não é flexionado: 

“Faz dez anos…”
“Faz vinte dias…”
“Faz duas horas…”
“Já fazia dois meses…” 

Quando usamos o verbo fazer associado a outro verbo, e indicando tempo, este também fica no singular: 

“Vai fazer vinte anos…”
“Deve fazer vinte anos…” 

Vamos a outro exemplo de concordância, a partir da canção “O Poeta Está Vivo”, com o Barão Vermelho: 

“Se você não pode ser forte, seja pelo menos humana.
Quando o papa e seu rebanho chegar,
não tenha pena:
todo mundo é parecido quando sente dor” 

Se no caso do verbo “fazer” muitas pessoas usam indevidamente o plural, neste exemplo ocorre o contrário: a letra usa
indevidamente o verbo no singular. “Papa e rebanho” chegam, portanto “quando o papa e seu rebanho chegarem”.
Houve, na letra da música, um escorregão na concordância. Como se trata de uma regra básica da língua, procure
respeitá-la na fala e na escrita.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados