Colégio Web

Só, meio, bastante

2Hoje falaremos sobre alguns termos que sofrerão variação apenas quando funcionarem como adjetivo, para concordar com os substantivos. É o caso de “só”, “meio’ e “bastante”.

Publicidade

Entenda um pouco melhor com os exemplos abaixo:

As tias estão sós.
Houve tumultos bastantes durante o show.
Ele explicou em meias desculpas.

Focaremos especialmente no termo “meio”, que tem sentido de “um pouco”. Ele é usado como um advérbio que serve para modificar adjetivos e verbos. Ou seja, não ocorre variação.

Mariana estava meio dispersa.
Mariana e Larissa estavam meio dispersas.

Nestes dois casos, fica clara a função de modificador do adjetivo “cansada” e “cansadas”.

O vocábulo “meio” também vai variar quando modificar substantivos. Nestes exemplos abaixo ficará mais claro quanto a esta função.

Não há sensatez nem meia verdade.
A minha índole não suporta meias verdades.
Aquela criatura está meia mulher e meia infeliz.

A depender da posição em que esteja frase, será utilizado como advérbio ou adjetivo.
Adjetivo: modificando o substantivo porta: “A meia porta fechada”. “Porta meio quebrada” como advérbio que atua como modificador.

O uso do bastante

1O termo bastante, quando funcionando como adjetivo, terá variação. Já na função de advérbio, permanece invariável.
“Há bastantes erros para comprovar a ignorância do autor”. O “bastantes” atua como adjetivo, caracterizando erros.
“Os alunos gritam bastante”. Neste caso, “bastante” funcionou como advérbio de intensidade e está se referindo ao verbo.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados