Colégio Web

Colisão perfeitamente inelástica ou perfeitamente anelástica

Publicidade

7. Colisão perfeitamente inelástica (ou perfeitamente anelástica) 

O coeficiente de restituição é nulo, ou seja, e = 0

Isto é, a velocidade de afastamento é nula, ou seja, os corpos não se separam, e ficam unidos após a colisão. 

Durante a fase de deformação, a energia cinética é transformada, total ou parcialmente, somente em energia térmica, energia acústica e trabalho de deformação permanente

Isto é, não ocorre armazenamento de energia potencial elástica, por isso é denominada como perfeitamente inelástico ou anelástico.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados