Colégio Web

Colisão de uma partícula contra um anteparo rígido em posição horizontal

Publicidade

10. Colisão de uma partícula contra um anteparo rígido em posição horizontal 

Considere uma partícula de massa m sendo solta do repouso, de uma altura H, acima do anteparo horizontal, caindo livremente (desconsidere o efeito do ar) e, após a colisão, chega a uma altura h. 

Vamos calcular o coeficiente de restituição nesta colisão, em função de h e H

I) Através da conservação de energia mecânica durante a queda livre e antes da colisão, vem, assumindo o anteparo como referência (Epot = 0):

II) Através da conservação da energia mecânica durante a subida, após a colisão, vem:

III) Através da definição de coeficiente de restituição na colisão entre a partícula e o anteparo, vem:

a) quando a colisão for parcialmente elástica, vem: 0 < h < H 

b) quando a colisão for perfeitamente elástica, vem: h = H 

c) quando a colisão for perfeitamente inelástica, vem: h = 0 

A altura máxima atingida, após n colisões sucessivas é dada por: 

1ª colisão: h1 = e2H
2ª colisão: h2 = e2h1 = e4H
3ª colisão: h3 = e2h2 = e6
.
.
.

enésima colisão: hn = e2nH

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados