Colégio Web

Alagoas

2Dentre as 27 unidades federativas do Brasil, o estado de Alagoas está situado na área leste da região Nordeste. Faz divisa com o estado de Pernambuco (N e NO); Bahia (SO); Sergipe (S); e também está na linha do oceano Atlântico (L).

Publicidade

Em termos de dimensão, possui área de 27.778,506 km². Comparativamente, pode ser considerado um estado maior do que a nação do Haiti. Bastante conhecida e badalada no cenário turístico, a capital de Alagoas é chamada de Maceió. No estado, há 102 municípios, sendo os mais populosos: Maceió, Arapiraca, Palmeira dos Índios, Rio Largo, Penedo, União dos Palmares, São Miguel dos Campos, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia, Coruripe, Marechal Deodoro , Campo Alegre e Pilar (Alagoas).

No critério populacional, corresponde ao 16° estado do país. Em relação à área, só é mais extenso que Sergipe. Alagoas é bastante avançado na produção de cana-de-açúcar e coco-da-baía, mas também é marcado por forte agropecuária. A população litorânea preserva bem a cultura do marisco sururu e da comercialização da água de coco. O folclore de Alagoas também é fonte de renda.

Aspectos históricos

1As terras do atual estado de Alagoas pertenciam à Capitania de Pernambuco. O processo de independência só aconteceu em 1817 por conta de ocupações que vingaram no processo de autonomia a partir de 1817.

Naquele período, Alagoas foi “invadida” pela lavoura da cana-de-açúcar que extrapolava o território de Pernambuco.

Nesse sentido, surgiram Porto Calvo, Alagoas (que hoje responde por Marechal Deodoro) e Penedo. Tais espaços correspondiam aos núcleos que respondiam à pujança econômica e social da região.

O período de invasão dos holandeses à região de Pernambuco invariavelmente também chegou até a área de Alagoas no ano de 1631. Só com a expulsão dos representantes da Europa em 1645 é que toda a área passou a ser mais observada pelo governo local. Falta de mão de obra para lidar com a cana foi uma das consequências da crise econômica na região. Principalmente por conta da ausência de negros para dar conta das tarefas, já que ali naquela região começou o movimento de libertação dos escravos. Na atual Alagoas foi construído, por exemplo, o quilombo de Palmares.

Na gestão do Império, com a deflagração da Confederação do Equador (1824) que corresponde a um importante movimento separatista e republicano, Alagoas teve papel decisivo. Em 1840, mais uma vez os alagoanos travaram embates entre grupos chamados de conservadores, lisos, liberais e cabeludos.

Experiências de fábricas e mais desenvolvimento econômico passou a orientar a região de Alagoas para o que hoje conhecemos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados