Colégio Web

Vegetais haplobiontes

1O vegetal com ciclo haplobionte vai apresentar meioses zigóticas ou iniciais. Na representação, são conhecidos pela letra n. É o caso de algumas algas. Os gametas, neste caso, são haploides. Ao ocorrer a união, compõem o zigoto a partir de duas linhas de cromossomos. É o diploide. Depois disso, os zigotos formados passam por meioses e originam outras quatro células haploides. Na mitose haploide, os ciclos vão sendo continuamente processados.

Publicidade

A existência do genoma haploide nos indivíduos adultos, nas algas é um fator que permite a divisão mitótica por meio de gametas. Neste caso, a fecundação origina zigotos diploides e se combinados a outros dois gametas, formam novas células sempre. E são que formarão novos organismos adultos.

O ciclo do vegetal haplobionte se diferencia em relação a outros ciclos. É possível observar que nele há predomínio de célula haploide ao longo de todo o processo. Assim é que há ambiente para que os zigotos sejam as únicas células a serem observadas. Daí que são justamente os zigotos a desenvolver o processo de meiose. Por isso afirmamos que nos ciclos haplobiontes as meioses são zigóticas ou iniciais.

Vegetais Haplobiontes

Os vegetais com esse tipo de ciclo de vida apresentam uma meiose zigótica ou inicial. São representados pela letra n.  Algumas algas passam por este ciclo de vida.

A diferença entre estes seres está nos gametas que são haplóides e que quando se unem formam o zigoto com 2 cromossomos (diplóide).

O zigoto formado passa pelo processo da meiose dando origem a 4 células haplóides, que através do processo da mitose haplóide, que dará continuidade ao ciclo.

Ciclo haplobionte:

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados