Colégio Web

Programador de Sistemas

Publicidade

Em um mundo tão globalizado e interligado com o que vivemos, a computação marca presença de uma maneira que não podemos imaginar. Por mais longe que formos em nossa criatividade, você nunca entenderá a importância do papel da internet, das redes e da programação no Mundo atual. Sem eles, não existiria nada disso!

E o melhor de tudo é que só vemos o front, ou seja, a parte bonita. Você entra em um site, vê apenas o conteúdo e o design, mas não vê todas as linhas de códigos que levam o conteúdo a estar naquele lugar, daquele tamanho, etc. Tudo isso fica de background; é a programação.

Hoje, esta é uma das profissões que melhor remuneram no mercado! A parte de TI das empresas custa caro, mas é importantíssimo para todo o controle de venda, estoque, entrega etc. Ao fazer uma compra, você retira um produto do estoque, emite um boleto, paga e contabiliza na empresa. Toda esta mão-de-obra é a empresa que faz!

Por isso, estes profissionais ganham muito bem, principalmente quando apresentam conhecimentos em linguagens mais recentes. Mas não pense que é fácil ser programador, não! Tem que realmente gostar do que faz.

3 diferenciais do programador de sistemas

Programador de Sistemas

Qualquer um pode entrar em uma graduação de Ciências da Computação, ir levando o curso na barriga e terminar com um certificado. No entanto, na hora de programar mesmo, não conseguirá fazer nada. Além disso, por remunerar tão bem e fazer parte de uma área tão importante, a concorrência rapidamente iria engolir este mal profissional.

Se já não bastasse, um programador pode ter conhecimentos teóricos únicos, que poucas pessoas do mercado sabem, mas se ela não souber utilizá-los e não for uma pessoa que se encaixe no perfil, será difícil se destacar.

Veja o que diferencia o programador das outras áreas!

1# – Saber lidar com pressão

Um programador precisa ter a cabeça no lugar, pulso firme e capacidade de lidar facilmente com a pressão. Imagine que um programa saiu com alguma linha de código errada e o faturamento todo da empresa parou? Simples assim.

Você terá que olhar o programa inteiro, ver onde estão os erros e corrigi-los em tempo recorde para não prejudicar mais a empresa. Além disso, terá prazos curtos para fazer programas inteiros do zero.

Quem não consegue suportar a pressão sucumbe aos concorrentes, por mais que tenha conhecimentos diferenciados.

2# – Experiência

Querendo ou não, um programador experiente consegue ter mais espaço do que um novo. A idade nesta área não é tão preocupante quanto em outras, muito pelo contrário, um programador mais velho tem tendência a ser um profissional melhor.

Muitos já até têm as manhas sobre diversos programas, o que agiliza o processo de criação de um novo. Os jovens saem da faculdade com muita teoria, mas não sabem utilizar tanto na prática.

3# – Simplicidade

Na programação, nada que é mirabolante é bem visto. Você pode fazer um programa super complicado apenas para mostrar que é bom e entende do assunto, mas aqueles que são realmente craques fazem programas mais simples possíveis para que qualquer um entenda, facilitando a visualização do mesmo.

Por isso, nesta profissão, não inventar moda é mais que recomendado!

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados