Colégio Web

Jovem Trabalhador

Descubra quais são os principais desafios dos jovens ao ingressar no mercado de trabalho

descobrir a profissão

Publicidade

Aos 18 anos, a maior expectativa de quem sai da escola, depois do sonho da Universidade, é conseguir um bom emprego. Porém, muitos ainda têm dúvidas sobre como iniciar sua vida profissional, seja pelo receio de encarar o mercado de trabalho, que atualmente está muito competitivo, ou porque nunca trabalharam e que muitas vezes desanimam porque ouvem a seguinte pergunta do entrevistador “Tem experiência comprovada”? É a partir da não resposta a esta pergunta que muitos acabam deixando o sonho de lado.

Por isso que foi criando em 24 de abril o dia internacional do jovem trabalhador, essa data serve como incentivo a muitos que estão começando, ensinando seus direitos e deveres em relação ao trabalho.

Segundo dados do Ministério do Trabalho (MTE) 30,32 milhões entre 16 e 24 anos, 20,23 milhões trabalham, mas deste número 18,9% estão desempregados. Este índice é quase o dobro da taxa geral de desemprego.

Cerca de 35% dos jovens ocupados não concluíram o ensino fundamental e outros 34,5% têm, pelo menos, o ensino médio completo. Além disso, 24,45% dos jovens brasileiros trabalham e estudam. Por isso, o ministério do trabalho, está, através dessa data, tentar mudar o real quadro dessa situação, criando programas como Juventude Cidadã e Consórcio Social da Juventude que ajudam pessoas com idade de 16 a 24 anos, com renda familiar de até ½ salário mínimo, oferecendo cursos de qualificação profissional, dependendo de sua região de origem.

Existem programas como a Juventude Cidadã, o Consórcio Social da Juventude a Rais e os cursos de aprendizagem oferecidos pelo MTE (Ministério do Trabalho), ações que oferecem empregos, auxílios e cursos para adolescentes e jovem que desejam começar muito bem a sua carreira.

Profissões

Temos também a Lei do Aprendiz, para adolescentes a partir dos 14 anos, onde ele tem um contrato de no máximo 2 (dois) anos e a empresa que contrata fica responsável por supervisionar aquele jovem, e ficar responsável por matriculá-lo em ma instituição qualificada de ensino. Agora, se a empresa quiser contratar esse jovem, ela pode, porém segundo a CLT art. 428, § 23º, esse jovem tem de ter 16 anos ou mais, podendo receber um salário mínimo /hora, vale transporte até o local de trabalho e ter carga horária de trabalho de 6 horas diárias, agora, se o candidato já se formou no Ensino Fundamental, ele pode ter a carga horária aumentada pra 8 horas.

Sendo assim, jovens a partir dos 14 anos podem conhecer esses programas que ajudam na inserção ao mercado de trabalho procurando a prefeitura de sua cidade e se informando, afinal, é o futuro desse jovem que está sendo construído. Quanto à profissão, busque, pesquise, faça pergunta para quem tem mais experiência sobre a área que deseja seguir, e conheça algumas características, dicas sobre sua carreira, clicando aqui.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados