Colégio Web

Tumor de Cérebro e Medula Espinal

Publicidade

cérebro e medula espinal são compostos de tecido nervoso que recebem e transmitem mensagem para os nervos do corpo. O cérebro e a medula espinal juntos formam o sistema nervoso central.

O cérebro encontra-se fechado na caixa craniana, mas o seu tecido é continuo com a medula espinal, através de uma abertura na base do crânio. A medula espinal fica localizada dentro da coluna espinal. A medula espinal tem a grossura de um dedo mínimo. 

tumor de cérebro e medula espinal assim como outros tumores, são doenças de células do corpo. Célula. são estruturas minúsculas, que compõem todas as partes do corpo: o cérebro e a medula espinal, pele, coração, pulmão, ossos e assim por diante. 

Embora as células de vários órgãos, sejam diferentes em formato e função, todas as células reproduzem dividindo-se. O crescimento normal e a reparação dos tecidos acontecem de maneira ordenada. Quando a divisão da célula não é ordenada ocorre crescimento anormal. Estas células vão se dividindo e se agrupando formando uma massa sólida que chamamos de Tumor. 

Tumores podem ser benignos ou malignos : os benignos crescem em forma de uma bola , chamamos de crescimento expansivo, enquanto os malignos no inicio também formam uma espécie de bola mas depois tem um caracter infiltrativo. Os Tumores invasivo destroem tecidos normais e adjacentes. Tumor maligno, infiltrativo também pode ser chamado de câncer. 

sintomas do Câncer Cerebral 

Os sintomas do Tumor cerebral são variáveis e dependem da parte do cérebro que eles envolvem. Quaisquer desses sintomas, podem ter outras causas que não sejam tumor. 

dores de cabeça são os sintomas mais comuns, elas podem indicar o aumento de pressão causado pelo crescimento tumoral no tecido cerebral normal. 

Qualquer dor de cabeça severa, nova ou persistente deve ser relatado ao médico.

Outros sintomas podem causar: irritabilidade, cansaço ou sonolência incomum. As vezes quando um tumor se desenvolve devagar os sintomas aparecem tão gradualmente, que são raramente notadas. Com o tumor crescendo rapidamente os sintomas são mais perturbadores.

Dependendo da localização e o tamanho do tumor pode perder a visão, fala, paladar, olfato ou alteração no controle dos movimentos. Crises convulsivas acontecem em 1/3 dos pacientes com tumor no cérebro. 

ipedloucura7do Câncer no Cérebro

Seu médico considerará inúmeros fatores que irão determinar o melhor tratamento para você.
O tratamento para tumores de cérebro benigno ou maligno são: cirúrgico, radioativo ou drogas chamadas de quimioterapia. Esses métodos são sempre usados em combinação. 

cirurgia – é o mais velho método de tratamento para tumores cerebrais. Desde 1930 vem se introduzindo tecnologias modernas.
Os neurocirurgiões removem o tumor benigno ou câncer envolvidos na membrana ou cavidade. Se o câncer não foi removido completamente, o médico poderá remover parte, consequentemente aliviando a pressão causada dentro do crânio.
Cirurgia completa ou parcial frequentemente melhora as condições do paciente, restaura as condições do paciente e o mesmo terá uma vida ativa.

Durante a cirurgia é retirada amostra do tecido para ser examinado chamado de biópsia. Pode ser realizado na hora em que o tumor for removido. A amostra éestudada no microscópio por um patologista, (médico que interpreta e constata o diagnóstico das mudanças causadas no tecido do corpo). A biópsia é o único meio de saber se o tumor é maligno ou benigno.

Radioterapia: é usada para matar células de tumores benignos ou malignos que não podem ser removidos completamente com cirurgia. O principio básico da radioterapia é o foco de raios nos tumores com doses que destroem totalmente o tumor, sem lesar o tecido ao redor. Usa-se RX, cobalto ou outras fontes ionizante destruindo o tumor. 

Quimioterapia: (tratamento com drogas anti-câncer) é a mais recente tentativa para tratamento de câncer de cérebro. Drogas anti-câncer para câncer de cérebro podem ser administradas pela boca, intravenosa (dentro da veia) ou injetadas na coluna espinal ou diretamente dentro do cérebro com um pequeno tubo implantado. A via de administração depende do tumor e de sua localização. 

Drogas anticancerígenas matam as células tumorais devido ao fato de que essa drogas também agem em pacientes normais. A medico deve planejar de forma cuidadosa o tratamento de modo que possa poupar o maior número de células normais. Algumas drogas podem causar algum desconforto transitório mas o tratamento é planejado de modo que as atividades diárias do paciente não sejam interrompidas por um período de longo tempo. A duração e a frequência da quimioterapia depende de uma série de fatores. Esses fatores influem o tipo de câncer, o tipo de droga anticancerígenas prescrita. O período de tempo é necessário para que haja resposta clínica do tratamento e como o paciente tolera os efeitos colaterais do tratamento. 

Tanto a quimioterapia como a radioterapia podem ser usadas em períodos diferentes associados ou não ao tratamento cirúrgico.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados