Colégio Web

Segundo Reinado

Publicidade

Brasil Império – 2.ª parte 



Segundo Reinado (1840 – 1889)

GOLPE DA MAIORIDADE (1840)

Foi uma trama política idealizada pelas elites dominantes, visando antecipar a maioridade de D. Pedro de Alcântara, futuro D. Pedro II. Esses grupos dominantes (as elites agrárias) acreditavam que o poder centralizado nas mãos do imperador seria fundamental para trazer a tranqüilidade ao Império.

GRUPOS POLÍTICOS

Dentro do Segundo Reinado, formaram-se dois grupos políticos: liberais e conservadores.

Tinham em comum:

a) Defender os interesses da classe dominante (grandes proprietários de terras e de escravos – aristocracia rural).

b) Possuir pouca diferença ideológica.

c) Discordar apenas quanto aos meios de atingir os objetivos da classe dominante.

d) Revezar-se no poder, mas houve um período em que governaram juntos (Era da Conciliação – 1853-1868), sob o comando de Honório Hermeto Carneiro Leão, o Marquês de Paraná.

ELEIÇÕES DO CACETE

Fraudes e violência física utilizadas pelos liberais para vencer as eleições de outubro de 1840. Os capangas contratados pelos liberais invadiram os locais de votação, a cacetadas.

ECONOMIA 
Café – Principal responsável pelas transformações econômicas, sociais e políticas no Brasil, na segunda metade do século XIX. O café reintegrou a economia brasileira aos mercados internacionais, contribuindo decisivamente para o incremento de produção.

Regiões cafeeiras:

a) Vale do Paraíba e Zona Fluminense (RJ) – 1.ª metade do século XIX

Utilização exclusiva de mão-de-obra escrava.

Mentalidade conservadora e escravocrata.

Utilização de carros-de-bois e barcaças como transporte.

b) Oeste Paulista 2.ª metade do século XIX

Utilizavam como mão-de-obra: escravos, negros, homens livres, assalariados e imigrantes.

Passaram a adotar uma mentalidade moderna e capitalista.

Utilizavam como transportes as ferrovias.

Observação – A economia, nesse período, continuou estruturada no velho modelo agroexportador e dependente dos mercados externos. Semelhantes ao Período Colonial, a economia sustentava-se na exportação de produtos, dos quais o café tornou-se produto-rei.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados