Colégio Web

Relacionamentos e dependência entre os seres vivos

Sabemos que os seres vivos dependem do meio ambiente para viver. E essa dependência se dá nas mais diversas maneiras de interação. Conheça como elas são!

Publicidade

Sabemos que os seres vivos dependem do meio ambiente para viver. A sobrevivência não está apenas na existência do ar, da água, do solo, mas também dependem um dos outros para manter o equilíbrio do ecossistema.

Como funciona a dependência entre os seres vivos?

Essa dependência entre os seres vivos funciona da seguinte forma:

  • Alguns seres vivem presos a outros;
  • Há seres que vivem juntos numa relação de trabalho em comum;
  • Outros seres vivem em grupo em que cada um desempenha uma função;
  • Existem ainda seres que vivem dentro ou fora de outro ser vivo retirando seu alimento.

Relações benéficas e de prejuízo

As relações entre os seres vivos podem ser benéficas para todos os seres envolvidos ou pode ser uma relação benéfica para uns e de prejuízo para outros seres vivos.

  • Relações benéficas: as colônias, as sociedades, o comensalismo, o inquilinismo e a simbiose.
  • Relações de prejuízo: o predatismo e o parasitismo.

Como funciona os tipos de relacionamentos dos seres vivos

Natureza

As colônias

Nesse tipo de relacionamento todos os indivíduos permanecem unidos numa colônia, e o alimento é distribuído para todos. Exemplo de seres vivos que vivem em colônias são as esponjas, os corais e as caravelas.

As sociedades

Na sociedade, cada indivíduo realiza um trabalho que é bem comum para todos os seres daquela sociedade. Cada indivíduo realiza uma tarefa que é fundamental para a sobrevivência e reprodução daquela espécie. Exemplo de seres vivos que vivem em sociedade são as formigas, a abelha, o cupim, o marimbondo entre outros.

Comensalismo

Nesse tipo de relacionamento somente um organismo se beneficia com relação a sua alimentação sem prejudicar o hospedeiro. Exemplo de seres vivos que vivem em comensalismo são as rêmoras que fixam ao corpo do tubarão para se alimentar dos restos alimentares sem prejudicá-lo.

Inquilinismo e simbiose

Certos seres vivos para sobreviverem precisam do outro ser. Nesse caso chamamos de inquilinismo, pois um ser precisa se “hospedar” em outro para sobreviver. Como é o caso da orquídea que vive sobre outra planta sem lhe causar prejuízo.

Na simbiose ocorre a troca de alimentos para ambas as espécies que se unem formando uma união. Exemplo de seres vivos que possuem esse tipo de relacionamento são as algas e os fungos.

Predatismo

Ocorre quando um ser vivo se alimenta de outro ser mais fraco. Exemplo os felinos, os peixes, entre outros.

Parasitismo

É quando um ser vivo vive dentro do corpo de outro ser vivo ou no corpo de outro ser vivo como parasita (hospedeiro). É o caso da pulga, do piolho e do carrapato que se alimentam do homem e de outros animais. Assim como os vermes vivem dentro do intestino do homem e de animais.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados