Colégio Web

Como funciona a reprodução in vitro

Este tratamento é muito utilizado por casais que tem dificuldades para ter filhos, mulheres com problemas no útero, na ovulação, entre outros. A reprodução in vitro também é recorrente em casos de casais homossexuais masculinos que tem o desejo de ter filhos.

Publicidade

Em 1984 nasceu o primeiro bebê de proveta do Brasil e da América Latina. O método utilizado também é conhecido como reprodução in vitro, um procedimento médico procurado por mulheres que não conseguem engravidar.

Nesse processo, a mulher tem os óvulos estimulados por medicamentos e, posteriormente, tem os mesmos retirados. Já o homem tem seus espermatozoides coletados por meio da masturbação.

Em um laboratório especializado é realizada uma seleção para identificar quais espermatozoides estão bons para que haja a fecundação. Depois dessa seleção, que é feita no próprio laboratório, o embrião é implantado no útero da mulher.

Este tratamento é muito utilizado por casais que tem dificuldades para ter filhos, mulheres com problemas no útero, na ovulação, entre outros. A reprodução in vitro também é recorrente em casos de casais homossexuais masculinos que tem o desejo de ter filhos.

Preparação para o processo de fertilização

Como qualquer outra mulher, aquela que deseja engravidar por meio da reprodução in vitro precisa cuidar da saúde.

É fundamental ter uma alimentação saudável, fazer atividade física, não fumar e não fazer uso de bebidas alcoólicas. Os médicos também analisam o quadro clínico da paciente e verificam se há histórico de hipertensão ou diabetes na família, doenças que podem ser muito prejudiciais para o desenvolvimento do bebê.

Como funciona a reprodução in vitro

Riscos da reprodução in vitro

É importante ressaltar que a reprodução in vitro tem riscos. Como todo o processo de fecundação é feito fora do útero, há casos que podem ocorrer o desenvolvimento do embrião fora do útero, também chamado de gravidez ectópica.

Como em toda gravidez, a vida da mulher também pode correr riscos. Durante o procedimento são transferidos mais de um embrião, o que pode resultar em uma gravidez múltipla. Entretanto, isso pode trazer mais riscos para mãe e o bebê, já que as crianças podem nascer prematuras ou com problemas depois do nascimento.

Mesmo utilizando a técnica de reprodução in vitro, em alguns casos a mulher não consegue engravidar na primeira tentativa. Quando isso acontece, é feito um acompanhamento psicológico com a ajuda do companheiro.

Como funciona a reprodução in vitro

Tratamento especializado

Por ser um tratamento caro é preciso encontrar um laboratório autorizado que tenha referências e indicações de pessoas que já passaram pelo procedimento. É preciso ter o auxílio de uma equipe qualificada com ginecologistas, urologistas e embriologistas.

No Brasil, há alguns hospitais públicos que oferecem a reprodução in vitro por meio do SUS (Sistema Único Saúde). Saiba quais são eles:

  • Centro de Reprodução Assistida do Hospital Regional da Asa Sul (HRAS), em Brasília, vinculado à Secretaria de Saúde do DF;
  • Centro de Referência em Saúde da Mulher – Hospital Pérola Byington, em São Paulo, vinculado à secretaria de saúde do Estado de São Paulo;
  • Hospital das Clínicas de São Paulo;
  • Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto (SP);
  • Hospital das Clínicas da UFMG, de Belo Horizonte (MG);
  • Hospital Nossa Senhora da Conceição, Porto Alegre (RS);
  • Hospital das Clínicas de Porto Alegre (RS);
  • Instituto de Medicina Integral Prof. Fernando Figueira – IMIP, em Recife (PE)
  • Maternidade Escola Januário Cicco, em Natal (RN).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados