Colégio Web

Ziraldo

Publicidade

Quem nunca leu ou já ouvir falar do clássico: O menino maluquinho? Pois é, hoje o grande autor dessa obra conhecidíssima completa mais um ano de vida. Ele é cartunista, chargista, pintor, dramaturgo, caricaturista, escritor, cronista, desenhista, humorista, colunista e jornalista brasileiro.

É o criador de alguns personagens famosos, como o Menino Maluquinho, sendo atualmente, um dos mais conhecidos e aclamados escritores infantis do Brasil.

Ziraldo nasceu no dia 24 de outubro de 1932, e viveu toda a sua infância em Caratinga. Na infância já mostrava época já mostrava talento para o desenho, tanto que já havia publicado um deles no jornal Folha de Minas com apenas seis anos de idade.

Formou-se em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais em 1957. Em 1954 começou a trabalhar no Jornal Folha de Minas sendo responsável por uma coluna com temas voltados para humor. Ganhando experiência e reconhecimento, se estabeleceu na revista O Cruzeiro, em 1957 e depois em 1963 entrou para o Jornal do Brasil.

Sua primeira revista em quadrinhos foi lançada em 1960, chamada de Turma do Pererê, sendo a primeira edição colorida produzida no Brasil. Mesmo que tenha alcançado uma das maiores tiragens da época, Turma do Pererê foi cancelada em 1964, logo após o início do regime militar no Brasil. Nos anos 70, a Editora Abril relançou a revista, desta vez, porém, sem o sucesso inicial.

Em 1980, lançou o livro O Menino Maluquinho”, seu maior sucesso editorial, o qual foi mais tarde adaptado na televisão e no cinema.

Curiosidades

  • Ziraldo foi um dos fundadores da Banda de Ipanema
  • No carnaval de 2003, foi tema da escola de samba paulistana Nenê de Vila Matilde e em 2012, será tema da Tradição.
  • Seu nome vem da combinação dos nomes de sua mãe, Zizinha com o de seu pai Geraldo: assim surgiu o Zi-raldo, um nome único.
  •  Ziraldo apresentou um programa de entrevistas de fim de noite antes de Jô Soares. Em 1982, dirigido por Maurício Sherman, Ziraldo comandava o programa Etc., na TV Bandeirantes, depois das 23h. Durou apenas um ano, mas fez história com a primeira longa entrevista de Dom Hélder Câmara sobre a ditadura.
  • Muitas vezes Ziraldo colabora com projetos sociais de cunho educacional e mesmo causas ambientais, como por exemplo, a criação da logomarca da RPPN Rio das Lontras, uma Reserva Particular do Patrimônio Natural próxima a Florianópolis, Santa Catarina.

Obras

  1. Flicts (1969)
  2. Turma do Pererê (1973)
  3. O Planeta Lilás (1979)
  4. O Menino Maluquinho (1980)
  5. As Anedotinhas do Bichinho da Maçã (1994)
  6. Uma Historinha sem um Sentido (1994)
  7. Tia Nota Dez (1995)
  8. O Menino do Rio Doce (1997)
  9. O Calcanhar de Aquiles (1998)
  10. Outro como eu Só Daqui a Mil Anos (1999)
  11. 500 Anos de Anedotas de Português (2000)
  12. Rolando de Rir (2001)

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados