Colégio Web

São Fulcran

Publicidade

Bispo francês da cidade de Lodève nascido em local incerto, que ficou famoso por seus incansáveis esforços para conservar a vida moral dentro da sua diocese, especialmente entre o clero e as ordens religiosas.

Descendente de uma tradicional e distinta família, foi consagrado ainda jovem na idade ao serviço da Igreja, tornou-se sacerdote e desde a sua juventude teve uma vida pura e santa. Por causa da morte de Teodorico foi indicado para substituí-lo como Bispo de Lodève (949), e foi consagrado pelo Arcebispo de Narbona naquele mesmo ano.

Como bispo, foi incansável nos esforços para conservar a vida moral dentro de sua diocese, especialmente entre o clero e as ordens religiosas. Reconstruiu muitas igrejas e conventos, entre elas a catedral dedicada a São Genésio e a Igreja do Divino Redentor junto do mosteiro beneditino contíguo. Os pobres e doentes foram objeto de seu cuidado especial, e para socorrê-los fundou hospitais e favoreceu outros já existentes.

Sentindo-se culpado pela causa da morte do Bispo de Gaul, acusado de apostasia, fez uma peregrinação para Roma, para receber a absolvição pela sua suposta culpa. Depois de sua morte ele foi enterrado na catedral de Lodève e venerado como santo. 

Seu corpo, que fora preservado intacto, foi queimado pelos huguenotes (1572), e apenas poucas partículas dele foram salvas. Ele é o segundo padroeiro da Diocese de Lodève e sua festa é no dia 13 de fevereiro, data tida como de sua morte.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados