Colégio Web

Samuel Finley Breese Morse

Publicidade

Pintor e inventor americano natural de Charlestown, Massachusetts, que ganhou notoriedade em todo o mundo depois de projetar um sistema de sinais conhecido como código Morse, que possibilitou o uso prático do telégrafo. Graduado no Yale College, onde se interessou pela eletricidade, fenômeno até então pouco compreendido, e por pintura de retratos em miniatura. Inicialmente dedicado às Artes e interessado em pinturas românticas e históricas, estudou pintura e desenho no Reino Unido (1809-1815), porém na volta retomou os retratos e produziu obras-primas do gênero, nas quais aliou a técnica à ousadia de representar seus modelos com o toque do romantismo aprendido na Europa.

Fundou a National Academy of Design e foi seu primeiro presidente (1826-1845). Entusiasmado com a descoberta dos eletroímãs, resolveu dedicar-se ao estudo da transmissão telegráfica, tendo apresentado seu primeiro equipamento (1837), em New York City. Investindo no aperfeiçoamento do seu aparelho, o telégrafo, concluiu o trabalho de elaboração do código Morse (1838) e iniciou suas experiências com cabos telegráficos submarinos (1942). Obteve do Congresso americano, recursos financeiros para instalar a primeira linha telegráfica, que ligou Baltimore a Washington (1843), transmitindo sua primeira mensagem: What hath God wrought! (1844).

A partir de então seguiu-se uma longa luta judicial com seus sócios pelos direitos de patente, cuja disputa terminou quando a Suprema Corte dos Estados Unidos lhe deu ganho de causa (1854). Seu invento começou a render-lhe dividendos em dinheiro (1958), quando conseguiu vender seu sistema telegráfico para outros países, entre eles, Áustria, Bélgica, França, Noruega, Rússia, Suécia e Turquia, notabilizando-o por todo o mundo e enriquecendo-o. Morreu em New York, New York.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados