Colégio Web

Rudolph Arthur Marcus

Cientista canadense nascido em Montreal, pesquisador do California Institute of Technology, Pasadena, CA, USA, e ganhador do Prêmio Nobel de Química (1992) por suas contribuições para a teoria de reações de transferência de elétrons em sistemas químicos. Filho único e de uma família de imigrantes suecos, desde cedo demonstrou interesse por ciências e matemática. Entrou para a Baron Byng High School, onde se inclinou pelo estudo das reações químicas, graduou-se na McGill University e recebeu seu Ph.D.(1946). 

Entrou (1947) para o programa do pós-doutorado da National Research Council of Canada, em Ottawa, integrando o grupo de pesquisas em fotoquímica de E.W.R. Steacie. Mudou-se para a University of North Carolina, em Chapel Hill (1949), onde publicou seu primeiro paper de renome (1951) sobre a teria do RRK (Rice-Ramsperger-Kassel). Em Chapel Hill conheceu Laura Hearne, uma estudante de sociologia, com quem se casou (1952) e teve três filhos, Alan, Kenneth e Raymond. Publicou dois importantes papers sobre eletrostática (1954-1955), voltando-se integralmente para o problema da transferência de elétrons. 

Publicidade

Trabalhou no Courant Mathematical Institute, em New York University (1960-1961) e, também, esteve na University of Illinois, em Urbana-Champaign (1964) e na Europa (1975-1976), inicialmente como professor visitante na University of Oxford e depois como Humboldt Awardee na Universidade Técnica de Munique, onde expôs sua teoria sobre a transferência de elétrons na fotossíntese. Na volta aos EEUU, aceitou o convite do California Institute of Technology (1978), onde continuou suas pesquisas. Homenageado com uma edição comemorativa do Journal of Physical Chemistry (1986), também já foi honrado com o Irving Langmair (1978) e o Peter Debye Awards da American Chemical Society (1978, 1988), as medalhas Willard Gibbs (1988), Theodore William Richards (1990) e Pauling (1991) e o Remsen e Edgar Fahs Smith Awards (1991), o Robinson (1991) e a Centenary Medals da Faraday Division da Royal Society of Chemistry (1982, 1988), a Columbia University’s Chandler Medal (1983) e o Ohio State’s William Lloyd Evans Award (1990). 

O Wolf Prize in Chemistry (1985), a National Medal of Science (1989) e o Hirschfelder Prize in Chemistry (1993). Foi eleito para a National Academy of Sciences (1970), a American Academy of Arts and Sciences (1973) e a American Philosophical Society (1990). Indicado membro honorário da Royal Society of Chemistry (1991) e eleito membro estrangeiro da Royal Society de Londres (1987) e da Royal Society of Canada (1993). Diplomado honorário pelas Universidades de Chicago (1983), Goteborg (1986), Polytechnic (1987), McGill (1988), Queen’s (1993) e New Brunswick (1993).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados