Colégio Web

Roald Hoffmann

Publicidade

Químico judeu-polonês nascido em Zloczów, Polônia, e naturalizado americano, que trabalhando na Cornell University, Ithaca, NY, ganhou o Prêmio Nobel de Química (1981), com o japonês Kenichi Fukui, da Universidade de Kioto, por aplicar, em pesquisas independentes, a teoria da mecânica quântica na análise de reações químicas. 

Filho de um engenheiro civil formado na Escola Politécnica de Lvov e de uma professora, teve o pai morto em campo de concentração, mas sua mãe sobreviveu e depois da guerra morou em Przemysl e depois em Krakow, onde finalmente pode estudar.
 

Sua mãe casou-se com Paul Hoffmann, que tornou-se em seu segundo pai. Deixou a Polônia (1946), indo para um campo de refugiados na Czechoslovakia, e de lá para Bindermichl, próximo a Linz, na Áustria. No ano seguinte (1947) voltou para outro campo na Alemanha, em Wasseralfingen bei Aalen, München. Finalmente (1949) emigrou para os United States. No Brooklyn,entrou para a Stuyvesant High School, onde formou-se (1954) e entrou (1955) para a Columbia College para estudar medicina. 

Três anos depois (1958) iniciou um trabalho de graduação na Harvard, onde adquiriu o gosto pela química. Casou-se (1959) com Eva Börjesson, uma recepcionista da escola, e obteve seu Ph.D..(1962). Do casal nasceram duas filhas, Hillel Jan (1962) e Ingrid Helena (1965), ano em foi contratado pela Cornell e de onde não mais saiu.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados