Colégio Web

Patrick Maynard Stuart Blackett

Publicidade

Físico britânico nascido em Londres, experimentador em transmutação dos elementos químicos (1923), laureado com o Prêmio Nobel de Física (1948) por contribuições ao estudo de radiação cósmica a partir do seu desenvolvimento da câmara de nuvem de Wilson, como professor da Victoria University, Manchester, United Kingdom. Filho de Arthur Stuart Blackett, foi inicialmente educado para ser militar das marinha britânica.

Entrou no Osborne Naval College (1907) e Dartmouth (1912) e tornou-se cadete naval (1914), militando na Primeira Guerra Mundial, nas batalhas das Falkland Islands e Jutland. Ao término da guerra deu baixa como Tenente, e resolveu estudar física com Lord Rutherford, em Cambridge. Obteve o B.A (1921) e começou suas pesquisas com cloud chambers que resultaram (1924) nas primeiras fotografias da transmutação de nitrogênio em um isótopo de oxigênio. 

Trabalhou em Göttingen (1924-1925) com James Franck e depois voltou a Cambridge. Casou-se (1924) com Constanza Bayon; e ambos foram pais de um casal de filhos. Junto com um jovem cientista italiano, G.P.S. Occhialini, ele projetou a câmara de nuvem controlada (1932), uma invenção brilhante com a qual eles conseguiram fazer raios cósmicos transportar suas próprias fotografias e no ano seguinte confirmou a descoberta de Anderson sobre os elétrons positivos.

No início da Segunda Guerra Mundial (1939) juntou-se ao Instrument Section of the Royal Aircraft Establishment e (1940) tornou-se Scientific Advisor to Air Marshall Joubert, Coastal Command, e, no mesmo ano, Director of Naval Operational Research at the Admiralty, desenvolvendo armas e sistemas de defesa em operações:navais.

Ainda (1940) foi indicado Scientific Advisor to General Pile, C.M.C., Anti-Aircraft Command. Terminada a guerra passou a pesquisar raios cósmicos na University of Manchester (1945), em particular, no estudo de partículas em fortes campos magnéticos. Foi nomeado Head of the Physics Department do Imperial College of Science and Technology, London (1953) cargo onde permaneceu por dez anos, depois prosseguindo (1963) como Professor of Physics e Pro-Rector do Imperial College.

Membro da Royal Society (1933), foi agraciado com a Royal Medal by the Royal Society (1940) e com a American Medal for Merit (1946). Foi autor de Military and Political Consequences of Atomic Energy (1948) e da versão americana Fear, War, and the Bomb (1949) e morreu em Londres.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados