Colégio Web

Nathan Beverly Stubblefield

1Em uma pequena fazenda no condado de Calloway, Kentucky, o fazendeiro e entendedor de telefones conhecido como Nathan Beverly Stubblefield começou a dar os primeiros passos no ramo da radiotelefonia. Foi ele quem primeiro conseguir comprovar a possibilidade desse tipo de transmissão no ao de 1892. Assim, em 1908, conseguiu patentear o primeiro telefone radiotelefônico.

Publicidade

Em função de todos os seus estudos, em que pese todas as limitações, Nathan Beverly Stubblefield foi bastante homenageado por seu primeiro experimento. Atualmente, no campus da faculdade do estado de Murray, em Murray, Kentucky, existem memoriais em pedra que comemoram a data pioneira de quando houve as primeiras demonstrações públicas da transmissão de vozes a partir de dois pontos sem fios. Alguns anos antes, Guglielmo Marconi também havia desenvolvido o telégrafo sem fio.

Mesmo com a sua excelente descoberta, Nathan Beverly acabou ficando no anonimato. Muitos creditam o desfecho desfavorável em função de sua invenção não ter sido observada por bons expectadores. O fato é que ele morreu em Murray, Kentucky, aos 67 anos, em condições bem desconfortáveis e sem o devido reconhecimento.

Radiotelefonia no século XX

2No século XX, a radiotelefonia móvel foi mais uma vez levada em consideração a partir dos estudos de Thomaz Alva Edison. Ele montou um sistema que permitiu a comunicação em processo telegráfico sem fio a partir de uma área ferroviária que se movimentava e uma base fixa. Depois de duas décadas, outros avanços foram notados e os departamentos de polícia acabaram sendo os primeiros beneficiados pela descoberta. A mensagem transmitida por meio de rádio em onda média era muito importante para os serviços de patrulha. Só depois chegaram os serviços de transmissão portáteis e, por fim, o telefone tradicional fixo.

O rádio amador também contribuiu para o desenvolvimento desse tipo de avanço na tecnologia. As experiências em relação às frequências foram decisivas para o momento.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados