Colégio Web

Quem foi Franz Kafka?

Publicidade

Um dos nomes mais importantes da literatura mundial, autor de verdadeiras obras-primas que até hoje são consideradas clássicos que devem ser lidos por todos, Franz Kafka faleceu num dia 3 de junho de 1924.

Mas será que você sabe quem foi Franz Kafka? Pois é para ajudá-lo a responder a esta questão que nós vamos contar um pouco sobre esta figura tão icônica e marcante para a literatura mundial.

Nascimento, infância e juventude

FranzKafka

O bebê Franz Kafka nasceu na cidade de Praga, que na época era parte do poderoso Império Austro-Húngaro, como parte de uma família de judeus esquemazões pertencentes à classe média.

Seu pai era descrito por todos como sendo um comerciante arrogante e egoísta, e o próprio Kafka o via com uma mistura de desdém e admiração, já que ele também era capaz de enxergar algumas virtudes em seu pai.

Ele estudou numa escola primária para garotos que era conhecida como Masná Street, tendo uma educação judaica, que acabaria com a celebração de seu Bar Mitzvah, que se deu aos seus 13 anos.

Primeiro emprego e seu gosto pela escrita

Franz Kafka conseguiu ser contratado pela Assicurazioni Generali, que era uma companhia de seguros italiana, no dia 1º de novembro de 1907, e acabou trabalhando neste estabelecimento por 1 ano.

No entanto, seu gosto pela escrita e a jornada de trabalho pesada, das 8 da manhã até às 6 da tarde o deixou triste e insatisfeito, principalmente por ser algo que o atrapalhava na escrita, que já era algo que ganhava força.

Mulherengo

Kafka era descrito por seus amigos mais íntimos como sendo um mulherengo incorrigível, e por este motivo, ele sofria muito, pois nunca conseguia se satisfazer numa relação amorosa estável.

Franz Kafka

Frequentava praticamente todos os bordeis possíveis e teve relações com muitas mulheres, além de também ser uma pessoa muito interessada por pornografia e coisas do gênero.

Suas principais obras e sua morte

Dentre suas principais obras, podemos destacar O Processo e A Metamorfose, mas há também O Desaparecido e o Castelo, entre outros, sendo que todos são lembrados por deixar para o mundo uma visão particular das coisas.

Diagnosticado com tuberculose, que na época era uma doença incurável, Kafka acabou por ter seu quadro agravado em 1924, sendo que em 3 de junho, depois de retornar para Viena, ele veio a falecer, aos 40 anos, num sanatório, exatamente como tinha vivido seus últimos anos.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados