Colégio Web

Isaac Asimov

1Isaac Asimov nasceu na Rússia e deslocou-se para os Estados Unidos da América. Lá, passou a ser um renomado escritor e atuou na área bioquímica. Autor de várias peças de ficção científica, também é considerado um dos grandes mestres do setor junto a Robert A. Heinlein e Arthur C. Clarke.

Publicidade

Sua mais famosa publicação é uma série, mais conhecida como Trilogia da Fundação. Nessa obra, Isaac Asimov fala sobre um Império Galáctico e, em seguida, já adentra em outra série sobre Robots. Histórias de fantasia e mistério estão sempre presentes nas suas obras, a não ficção é sua preferência, com mais de 500 volumes editados, além de 90 000 cartas ou postais.

Boa parte das suas publicações mais populares estão classificadas para conceitos científicos. Ele mostrou como os primeiros estágios da ciência poderiam ser contatos e sempre é histórico ao se referir a termos científicos e pesquisadores. Sabe quando todos nasceram e morreram. Vai analisando profundamente a etimologia e a pronúncia dos termos técnicos. É o caso de “Guide to Science”, ou mesmo os três volumes de “Understanding Physics” , mais a “Chronology of Science and Discovery”. Outras obras sobre Astronomia, Matemática, a Bíblia e até mesmo escritos de William Shakespeare e passeios pela Química compõem o currículo de Isaac Asimov.

Tecnologia e caos da humanidade

2Membro e vice-presidente da Mensa, Isaac Asimov não tinha tanto apego à instituição e classificava muitos de seus membros como “intelectualmente combalidos”. Era mais frequente e dedicado à presidência da American Humanist Association (Associação Humanista Americana).

No ano de 1981, Isaac Asimov foi homenageado com o nome de um asteroide: o 5020 Asimov. A Honda, com a criação dos robôs humanóides, também apelidou um dos seus inventos de “ASIMO”. Uma homenagem indireta a Asimov, já que em inglês o nome do robô significa Advanced Step in Innovative Mobility. Em japonês, quer dizer”também com pernas” (ashi mo). É uma espécie de trocadilho da língua, como forma de apresentar as propriedades inovadoras de como o robô se movimenta.
Em sua obra a Escolha a Catástrofe, Asimov fala sobre como a humanidade poderia enfrentar o caos a partir da intervenção da tecnologia. Também revela a extrema importância da educação para que se alcance patamares mais avançados de sobrevivência.

“Haverá uma tendência para centralizar informações, de modo que uma requisição de determinados itens pode usufruir dos recursos de todas as bibliotecas de uma região, ou de uma nação e, quem sabe, do mundo. Finalmente, haverá o equivalente de uma Biblioteca Computada Global, na qual todo o conhecimento da humanidade será armazenado e de onde qualquer item desse total poderá ser retirado por requisição.”

“…Certamente, cada vez mais pessoas seguiriam esse caminho fácil e natural de satisfazer suas curiosidades e necessidades de saber. E cada pessoa, à medida que fosse educada segundo seus próprios interesses, poderia então começar a fazer suas contribuições. Aquele que tivesse um novo pensamento ou observação de qualquer tipo sobre qualquer campo, poderia apresentá-lo, e se ele ainda não constasse na biblioteca, seria mantido à espera de confirmação e, possivelmente, acabaria sendo incorporado. Cada pessoa seria, simultaneamente, um professor e um aprendiz”.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados