Colégio Web

Ilya Grigorievitch Ehrenburg

1Ilya Grigorievitch Ehrenburg foi um escritor soviético. Ele nasceu na Ucrânia, em Kiev. Por ter sido uma grande potência, a União Soviética passou por todo um cabedal de estudos a partir de diferentes visões de escritores. No caso de Ilya Grigorievitch Ehrenburg, ele chegou a criar uma terminologia para um determinado momento da União Soviética: foi o criador do termo degelo, que provavelmente apontava para a ocasião em que a solidez da potência russa acabou tornando-se puro líquido.

Publicidade

O escritor nasceu em uma família da classe média judia. Ao completar cinco anos de idade, quando mudou-se para Moscou, Ilya passou a estudar em um colégio, mas era alvo frequente de expulsões dado o comportamento forte que apresentava. O pai de Ilya trabalhava em uma cervejaria.

Tempos depois, mudaram-se para Moscou. Por conta de condutas voltadas à revolução, acabou sendo preso por diversas vezes. Começou a publicar seus primeiros trabalhos poéticos em 1910 quando emigrou para a cidade de Paris. Ao longo da primeira guerra mundial chegou a trabalhar como correspondente. Estava sempre nas linhas de frente. Passou a viver por um determinado período em diferentes países como Bélgica, Alemanha e França.

Atuação como jornalista

2A Guerra Civil Espanhola acabou sendo um importante laboratório para o talento de Ilya Grigorievitch Ehrenburg. Ele atuou no jornal Izvestia e, em suas obras, também atestou os vários acontecimentos da disputa espanhola, inclusive a que antecedeu a segunda guerra mundial. Ao retornar da Europa para Moscou, no ano de 1941, Ilya Grigorievitch Ehrenburg lançou uma importante publicação: Padenie Parija chegou ao público em 1942. Com a publicação, Ilya Grigorievitch Ehrenburg conquistou o seu primeiro Prêmio Stalin. O segundo veio entre 1946 e 1947, quando estourou com o sucesso Burya (1946-1947). Também foi condecorado com o Prêmio Lênin da Paz em 1952.

Ilya Grigoryevich Ehrenburg, em russo, deve ser grafado como Илья́ Григо́рьевич Эренбу́рг. Em 1919, casou-se com um prima chamada Kozintseva. Da união, teve uma filha.

O último lançamento, que inclusive obteve sucesso de público e consagrou ainda mais a trajetória de Ilya Grigoryevich Ehrenburg foi Sobranie Sochinenii (1962-1966). A obra foi lançada em nove volumes. Depois da morte de Ilya, alguns outros livros inéditos também foram conhecidos pela crítica.

Em Paris, frequentava as rodas de amigos famosos como Picasso, Apollinaire, Ferdinand Léger e Modigliani e vários outros artistas da época. A trajetória do escritor e jornalista russa é vista com muitas homenagens. Ilya morreu em Moscou.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados