Colégio Web

Gabriel García Márquez

Publicidade

Um dos maiores nomes da literatura mundial do século XX, o colombiano Gabriel García Márquez faleceu no último mês de abril, mais precisamente no dia 14, e por esse motivo, recebeu todas as homenagens possíveis e inimagináveis.

Vamos conhecer um pouco mais da trajetória desse verdadeiro gênio da literatura, que também era jornalista, editor, ativista e político, que em 1982 teve sua obra agraciada com o Nobel de Literatura.

Gabo

Gabo

Gabriel García Márquez nasceu no dia 6 de março de 1927, na cidade de Aracataca, na Colômbia, filho de um farmacêutico (que se formou pouco tempo depois do nascimento do menino) e de uma dona de casa.

Gabo, como era conhecido o menino, permaneceu em Aracataca quando seus pais se mudaram para Barranquilla, onde seu pai iniciou um negócio.

Gabo foi criado pelos seus avós maternos até os oito anos de idade, quando seu avô morreu, e ele foi enviado para junto de seus pais em Barranquilla, onde seu pais já era dono de uma farmácia.

Juventude e formação

Altamente influenciado pelas histórias de seu avô, que era um veterano da Guerra dos Mil Dias, Gabriel García Márquez estudou em uma escola de Barranquilla, e depois passou a frequentar o Liceu Nacional de Zipaquirá.

Após ter contato com diversas literaturas, se encantou por Franz Kafka, que também se tornaria uma grande influência em sua obra, e em 1947 se mudou para Bogotá, onde foi estudar Direito e Ciências Políticas na Universidade Nacional da Colômbia.

Gabriel García Márquez acabou por abandonar a universidade antes mesmo de se formar para partir, em 1948, para Cartagena das Índias, onde começou a trabalhar como jornalista.

Gabriel Garcia Marquez

Jornalismo e a literatura

No jornal El Universal, ele começou a trabalhar como jornalista, e em 1949, acaba voltando para Barranquilla para trabalhar como repórter no jornal El Heraldo.

Foi quando começou a frequentar um grupo de escritores que visava estimular a literatura, o que acabaria impulsionando seus talentos para a escrita.

Em 1954 começa a trabalhar no El Espectador, um importante jornal colombiano, onde atua como repórter e como crítico.

Nos anos de 1960 e 1970, Gabriel García Márquez começa a experimentar o sucesso e o prestigio por causa de seus livros, especialmente na Europa, onde sua escrita passa a ser muito apreciada.

Seus livros passam a representar muito do que era o cenário político e social da América Latina, e por esse motivo, o escritor é até hoje um dos mais lidos pelos militantes da esquerda mundial.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados