Colégio Web

François-Pierre-Guillaume Guizot

Publicidade

Historiador e estadista francês nascido em Nîmes, que dedicou grande parte da vida a pôr em prática seu pensamento político, de tendência monarquista e conservadora. Educado na rigidez do calvinismo, estudou em Genebra e Paris e conquistou prestígio como professor de história moderna na Universidade de Paris. Foi nomeado secretário do Ministério do Interior (1814) e depois ocupou a secretaria do Ministério da Justiça. Sua colaboração com o liberal Adolphe Thiers caracterizou a política da chamada monarquia francesa.

Destituído do cargo de professor (1822), foi readmitido (1828), apoiou a ascensão da monarquia (1830) com Luís Filipe de Orléans e chefiou diferentes ministérios como representante dos conservadores. Estabeleceu o princípio segundo o qual todos têm direito à educação e favoreceu a atividade da alta burguesia.

Ministro do Exterior (1840-1847), buscou entendimento com o Reino Unido, mas com a proclamação da república (1848) esteve exilado e, posteriormente, não teve mais influência política. Expôs suas idéias políticas em Du gouvernement représentatif et de l’état actuel de la France (1816). Morreu em Val-Richer e entre as obras históricas que deixou destacaram-se Histoire de la civilisation en Europe (1828) e Histoire de la civilisation en France (1829-1832)

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados