Colégio Web

Francesco Pellizzati

Publicidade

Ilustre aritmético franco-italiano nascido em Nice, que publicou em Turim, Compendio de lo abaco (1492), sobre aritmética com as operações fundamentais, regras de dois e três, essencialmente voltado para aplicações comerciais, e no qual foi feito o uso do ponto decimal para denotar a divisão de um número por uma potência de dez, em uma época em que várias técnicas de aritmética comercial começaram a ser publicadas. De dados biográficos extremamente escassos, pouco se sabe sobre sua formação e suas atividades profissionais.

Introduziu o uso do ponto em substituição à vírgula como elemento de separação decimal, do número inteiro da decimal, por exemplo no pi grego, no ano do descobrimento da América (1492). Em função de suas publicações, além do ponto, historiadores afirmam que ele chegou perto da invenção das frações decimais e provavelmente morreu em Turim. No século XVI o matemático germânico Bartholomäus Pitiscus (1561-1613) usou o ponto decimal em seu livro de trigonometria.

Geralmente o uso de um ponto decimal separador geralmente é atribuído a Giovanni Magini (1555-1617), um cartógrafo amigo de Johannes Kepler (1571-1630) e rival de Galileo Galilei (1564-1642) como professor em Bologna, em seu De planis triangulis (1592), ou a Christoph Clavius (1537-1612), um amigo jesuíta de Kepler, em uma tabela de senos (1593). Mas o ponto decimal não se tornou popular até John Napier (1550-1617) usá-lo mais de vinte anos depois.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados