Colégio Web

Eduardo Frei Montalva

Publicidade

Estadista chileno nascido em Santiago, Chile, ideólogo da democrata-cristã em seu país e um dos mais expressivos representantes mundiais de partidos democrata-cristãos, tanto em seu próprio país como no plano internacional. Estudou no Seminário Pontifício e na Universidade Católica do Chile, onde se formou em direito (1933). Logo depois ingressou na política (1935), como um dos organizadores do Movimento Nacional da Juventude Conservadora, de formação católica. Dirigiu a Falange Nacional, partido que mais tarde converteu-se no Partido Democrata Cristão e ensinou direito do trabalho na Universidade Católica (1940-1945).

Foi ministro de Obras Públicas (1946-1949) deixando o cargo quando foi eleito para o Senado (1949). Candidatou-se à presidência da república (1958), mas foi derrotado pelo radical Jorge Alessandri. Porém nas eleições seguintes (1964), apoiado por uma coligação partidária liderada pelo Partido Democrata Cristão, elegeu-se presidente da república chilena realizando um governo que não atingiu os objetivos propostos. Sucedido na presidência (1970), pelo socialista Salvador Allende, era senador quando ocorreu o golpe militar (1973). Inicialmente cauteloso, nos anos seguintes, tornou-se o principal líder da resistência moderada à ditadura do General Pinochet. Escreveu alguns trabalhos sobre temas econômicos e políticos, retirou-se da vida política (1970) e morreu em Santiago, 12 anos depois.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados