Colégio Web

Edmund Husserl

Publicidade

Filósofo alemão nascido em Prossnitz, Morávia, então parte do império austro-húngaro, hoje Prostejov, na República Checa, fundador da Fenomenologia, um método para a descrição e análise da consciência através do qual a filosofia tenta obter um caráter estritamente científico, ou seja, um sistema que pretende conferir à filosofia o caráter de disciplina científica que toma por objeto o fenômeno tal como aparece na consciência. Judeu de origem rica, completou os primeiros estudos em um ginásio público alemão, na cidade próxima Olmütz (1876), e estudou física, matemática, astronomia e filosofia nas universidades de Leipzig, Berlim e Viena. Em Viena defendeu sua tese de doutorado em filosofia (1882), com o tema Beiträge zur Theorie der Variationsrechnung.

No outono seguinte (1883). Ainda em Viena, estudou com o filósofo e psicólogo Franz Brentano, um dos renovadores do pensamento aristotélico em seus elementos essenciais, que influenciou fortemente sua formação filosófica, converteu-se protestantismo luterano (1886) e casou-se (1887) com Malvine Steinschneider, a filha de um professor do ensino secundário de Prossnitz, que enérgica e competente, se tornaria em um indispensável apoio para o resto de sua vida. Passou em um concurso para professor na universidade de Halle (1887) e após ensinar também na Universidade de Göttingen, foi nomeado professor titular (1916) da Universidade de Freiburg, na Alemanha, onde permaneceu até se aposentar. Aposentado (1928) continuou morando na cidade até falecer nessa cidade, Freiburg im Breisgau. Suas principais obras foram Logische Untersuchungen (1900-1901), Ideen zu einer reinen Phänomenologie (1913) e Formale und transzendentale Logik: Versuch einer kritik der logischen Vernunft (1929).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados