Colégio Web

Eamon De Valera

Publicidade

Estadista irlandês nascido em Nova York, um dos grande nomes da história da independência da Irlanda. Com a morte do pai, foi criado pela família da mãe, na Irlanda e formou-se pela Universidade de Dublin. Entrou para o partido nacionalista Sinn Fein (1913). Na rebelião da Páscoa (1916) comandou a captura de um dos edifícios ocupados e foi o último a render-se. Poupado da execução por haver nascido nos Estados Unidos, ainda estava preso quando o Parlamento irlandês, o Dail Eireann, proclamou a república e elegeu-o presidente.

Contra sua vontade, o Parlamento aprovou um tratado com o Reino Unido que estabelecia o Estado Livre da Irlanda (1921). Esse tratado provocou uma guerra civil, na qual ele apoiou decididamente a causa dos republicanos. Fundou (1926) o partido Fianna Fail, que obteve maioria parlamentar nas eleições seguintes (1932), e no qual permaneceu como presidente do conselho executivo por mais cinco anos. Administrando uma política interna centrista, eqüidistante de radicalismos, declarou fora de lei (1939) o Exército Revolucionário Irlandês, o radical IRA. Derrotado por uma coalizão de partidos (1948), três anos mais tarde voltou ao poder.

Renunciou ao cargo de primeiro-ministro para ser eleito para a presidência da república (1959). Ocupou o cargo, reelegendo-se, consecutivamente, até se retirar da vida pública (1973). Conhecido por seu patriotismo e pela fama de administrador austero e íntegro, dirigiu a Liga nas Nações em dois períodos (1932/1938) e morreu em Dublin.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados