Colégio Web

Che Guevara – Um dos Grandes Revolucionários do Século XX

Argentino nascido em Rosário no dia 14 de junho de 1928, Che Guevara foi um dos maiores revolucionários do século XX. Veja sua biografia!

Publicidade

Sem sombra de dúvidas, todos já viram a imagem icônica de um homem de barba por fazer levando à cabeça uma boina com uma estrela solitária no centro e de olhar perdido. Pois é, o homem nessa imagem é Ernesto Guevara de la Serna. O mito é Che Guevara.

Argentino nascido em Rosário no dia 14 de junho de 1928, Che Guevara foi um dos maiores revolucionários do século XX, ao lado de figuras como às de Fidel Castro e Mao Tsé-Tung.

Formado em medicina, foi exatamente 6 meses antes de concluir seu curso que iniciou aquela que pode ser considerada a viagem que mudaria sua vida. Com o amigo Alberto Granado, decide seguir pelo continente sul-americano, partindo de Buenos Aires, indo até Caracas, na Venezuela. É nessa viagem que Guevara tem contato com todas as diferenças culturais e sociais do continente, com toda a desigualdade entre classes. Ele também começa, entre uma observação e outra da realidade, a ler livros sobre política, especialmente de viés socialista.

Ele volta à Argentina para concluir os estudos e passa então a se dedicar à política de modo mais ativo.

Em 1953, após atuar como repórter fotográfico na cobertura argentina dos Jogos Pan-Americanos do México, ele parte em sua segunda viagem pela América Latina, onde visita a Bolívia, o Peru, o Equador, a Colômbia, o Panamá, a Costa Rica, El Salvador e a Guatemala.

Pois é na Guatemala que a transformação definitiva que fará de Ernesto um revolucionário se dá: ele vê de perto as dificuldades enfrentadas por Jacob Arbenz Guzmán, o presidente recém-eleito desse pequeno paí, para empreender a reforma agrária que poria fim ao latifúndio reinante no país. Arbenz era um presidente que se declarava socialista e isso influenciou ainda mais Guevara.

Ernesto Che Guevara

Outro fator determinante ocorrido na Guatemala foi a tentativa de derrubada do governo financiada pelos Estados Unidos por meio de agentes da CIA infiltrados. Esse acontecimento serviu para que Guevara afirmasse ali seu repudio ao gigante do norte e se posicionasse contra o que chamou de imperialismo americano.

É nesse período que Ernesto conhece sua primeira esposa, Hilda Gadea, com quem tem sua primeira filha, Hildita.

Ao chegar ao México, em 1954, um amigo promove aquele que será um dos encontros mais importantes do século XX, entre Guevara e Fidel Castro. Fidel e seu irmão Raúl Castro organizam no México um movimento de guerrilha que planeja tomar o poder em Cuba, a terra natal dos irmãos e de praticamente todos os membros do movimento.

É nesse período que Ernesto ganha o apelido “Che”, devido ao seu forte sotaque argentino. Também é nesse período que Che completa sua transição para revolucionário.

Che participa, com Fidel, Raúl e outros 70 homens que partem para Cuba em um navio chamado Granma (na verdade um iate improvisado). Desses mais de 70 homens, somente 12 sobreviveriam e esses 12 iniciariam a Revolução Cubana, a partir da guerrilha instalada na Sierra Maestra.

De lá, eles conseguem, após quase 4 anos de combates ferrenhos, derrotar as forças governistas e depor Fulgêncio Batista, que era apoiado pelo governo dos Estados Unidos.

Em 1959, após a vitória, Fidel instaura um novo regime em Cuba, de viés socialista. Nessa época, Che Guevara já era o braço direito de Fidel Castro, e como prova de confiança, é nomeado para diversos cargos de grande importância, tais como Embaixador, Presidente do Banco Nacional e Ministro da Indústria. Fato surpreendente se levarmos em conta que sequer Che era cubano.

Che Guevara Fidel Castro

Mas a vontade de lutar e de espalhar a revolução era maior em Che e logo ele partiria para novos desafios. Primeiro foi ao Congo, onde fracassou, principalmente por não entender as diferenças tribais, religiosas e o caráter dos habitantes daquele país.

Sua segunda tentativa de espalhar a revolução (acreditava que venceria os Estados Unidos se vários Vietnans surgissem pelo mundo afora) foi na Bolívia. Lá, pretendia estabelecer uma base para invadir a Argentina e posteriormente toda a América Latina. Mais uma vez fracassa por desconhecer o local escolhido, mas também por conta da falta de apoio do partido comunista boliviano e por não conseguir a confiança dos pouquíssimos camponeses que viviam na região. Acaba sendo capturado em 8 de outubro de 1967 por forças do exército boliviano, sendo morto no dia seguinte.

É nesse momento, em 9 de outubro de 1967 que morre o homem, porém é também nesse dia que nasce o mito Che Guevara. Uma das figuras mais populares do mundo no século XX.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados