Colégio Web

Alexandre de Tunis

Publicidade

Comandante militar britânico nascido em Londres, sob cujo comando a Força Expedicionária Brasileira (FEB) participou da campanha da Itália durante a segunda guerra mundial. Terceiro filho do conde de Baledon, formou-se em Harrow, na Royal Military College, Sandhurst; Staff College, Camberley (1926-1927) e no Imperial Defence College (1930). Ingressou no regimento de guardas irlandeses (1911) e serviu com distinção na primeira guerra mundial.

Na segunda, ocupou uma série de importantes comandos no Reino Unido e no além-mar. Destacou-se na retirada das forças britânicas e indianas da Birmânia (1942), tornando-se cavaleiro nessa ocasião. A seguir coordenou as ofensivas que, partindo do Egito e da Argélia, conseguiram derrotar o Afrikakorps de Rommel e provocar (1943) a rendição dos exércitos alemães em Túnis.

Comandou ainda as tropas aliadas que expulsaram os alemães da Sicília e do sul da Itália, forçaram à rendição o exército italiano e acabaram libertando toda a península (1944). Quando a guerra terminou era o supremo comandante dos Aliados na área do Mediterrâneo. Recebeu o título de visconde (1946) e de conde (1952) de Túnis ou 1st Earl Alexander of Tunis (1952). Governador-geral do Canadá (1946-1952) e ministro da Defesa do Reino Unido e ministro da defesa britânico (1952-1954). Aposentado (1959) morreu no Wexham Park Hospital, em Slough, dez anos depois.

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados