Colégio Web

Alec John Jeffreys

Publicidade

Geneticista inglês nascido em Luton, Bedforshire, criador do teste de identificação genética (DNA fingerprint, 1984), que, a partir de uma amostra de sangue, cabelo, sêmen, saliva ou pele, permitiu reconhecer o DNA e identificar a pessoa a que pertence a amostra. Educado em Oxford, onde recebeu um First Class Honours Degree em Bioquímica (1972) e completou o seu PhD em genética (1975). Trabalhou dois anos na Universidade de Amsterdã como pesquisador em genes da mama, fazendo pós-doutorado com o Dr R.A. Flavell.

Em seguida (1977), foi contratado pelo departamento de genética da Universidade de Leicester, onde iniciou uma pesquisa trabalhando no gene de codificação da proteína mioglobina (1984), ponto de partida para descobertas que o tornaria famoso. Tornou-se professor de genética (1987). Os tribunais americanos e europeus passam a aceitar (1988), como prova de identidade ou paternidade, o teste de impressão de DNA. Este é considerado o maior avanço nas técnicas forenses desde as impressões digitais.

Entre muitas outras honrarias recebidas até então citam-se a eleição como fellowship da Royal Society (1986), do Royal College of Pathologists (1991), do Royal College of Physicians (1993), da Linnean Society (1994), do Institute of Biology (1998) e da Academy of Medical Sciences (1998). Além de nomeado cavaleiro (1994) também ja foi premiado com a Davy Medal (1987), a Gold Medal for Zoology (1994), a Sir Frederick Gowland Hopkins Memorial Medal (1996), o Albert Einstein World of Science Award (1996), o Australia Prize (1998) e a Sir George Stokes Medal (2000).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados