Colégio Web

Albrecht von Haller

Publicidade

Médico, botânico, fisiologista, anatomista e poeta suíço nascido em Berna, considerado um dos maiores fisiologistas modernos e o criador da fisiologia experimental, também demonstrou a irritabilidade das fibras musculares e a sensibilidade do sistema nervoso. Formado nas universidades de Tübingen (Alemanha) e Leiden (Países Baixos). onde doutorou-se (1727) e no ano seguinte mudou-se para Basiléia, na Suíça, onde iniciou estudos sobre a flora do país. 

Após completar seu estágio em medicina, participou de importantes pesquisas sobre botânica e anatomia, tornando-se professor em medicina, anatomia, cirurgia e botânica na Universidade de Göttingen (1736), onde fundou na cidade o horto florestal, o centro anatômico e o instituto fisiológico. Escreveu extensivamente sobre os vários assuntos no jornal mensal da universidade. Retornando à Suíça (1753), exerceu vários cargos públicos em Berna, e escreveu seu melhores trabalhos, como criou o método experimental em fisiologia e formulou a doutrina da irritabilidade, a distinção entre tecidos sensíveis e irritáveis, típica do sistema muscular.

Reconheceu o mecanismo da respiração, do automatismo cardíaco e da importância da bile na digestão das gorduras. Descreveu o desenvolvimento embrionário e estudou a anatomia dos órgãos genitais, do cérebro e do sistema cardiovascular e provou que o sistema nervoso era o responsável pelas sensações. Entre seus muitos trabalhos científicos destacou-se Elementa physiologiae corporis humani (8 vol., 1757-1766), um notável tratado, sagrando-se o maior fisiologista do século XVIII. Como escritor deixou também extensa e valiosa obra poética como Die Alpen (1732) e os diários Tagebücher seiner Reisen nach Deutschland, Holland und England (1783) e Tagebüch seiner Beobachtungen über Schriftsteller und über sich selbst (1787).

Recomendados para você

Comentários

+ Artigos relacionados